ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Remessas dos emigrantes em Angola sobem para 10 milhões
Revista PORT.COM • 24-Abr-2019
Remessas dos emigrantes em Angola sobem para 10 milhões



As remessas dos portugueses a trabalhar em Angola subiram 19,4% em fevereiro, chegando a 10,7 milhões de euros, enquanto os angolanos em Portugal enviaram 970 mil euros, um aumento de quase 30% nesse mês.

De acordo com os dados do Banco de Portugal, os emigrantes em Angola enviaram 10,69 milhões de euros, o que representa uma subida de 19,4% face aos 8,95 milhões enviados em fevereiro do ano passado.

Em sentido inverso, os angolanos em Portugal enviaram para o seu país 970 mil euros, o que representa uma subida de 29,3% face aos 750 mil euros enviados no mesmo mês do ano anterior.

No total, as remessas subiram 7,4% em fevereiro, ultrapassando 300 milhões de euros, ao passo que as verbas enviadas pelos estrangeiros a trabalhar em Portugal desceram 10,1%, para 38,3 milhões, nesse mês.

Os portugueses a trabalhar no estrangeiro enviaram 300,4 milhões de euros em fevereiro, o que representa uma subida de 7,4% face aos 279,6 milhões enviados em fevereiro do ano passado.

Juntando os dois primeiros meses do ano, os emigrantes já enviaram para Portugal 580 milhões de euros.

Como é costume, a França, com 91 milhões, representa o maior mercado de receitas enviadas para Portugal, seguida da Suíça, com 85,8 milhões.

Em sentido inverso, os estrangeiros a trabalhar em Portugal enviaram para os seus países 38,3 milhões de euros em fevereiro, o que representa uma descida de 10,1% face aos 42,6 milhões de euros enviados em fevereiro do ano passado.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Pacto Ecológico Europeu – uma primeira avaliação
Francisco Ferreira
Presidente da Direção da ZERO
Nação luso-brasileira
Igor Pereira Lopes
Jornalista e escritor
Vidas Sem Fronteiras
Daniel Bastos
Historiador
DISCURSO DIRETO
«Cada vez faz menos sentido falar de emigração»
José Cesário, Deputado do PSD
PORTUGAL
O Projeto de Mobilidade na CPLP
Augusto Santos Silva, Ministro dos Negócios estrangeiros
PORTUGAL
O Devir da Lusofonia
Isabelle de Oliveira, Investigadora
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ