ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Comunidades luso-americanas da Califórnia são novo alvo da Super Bock
Revista PORT.COM • 02-Mai-2019
Comunidades luso-americanas da Califórnia são novo alvo da Super Bock



Chegar às comunidades luso-americanas da Califórnia é um dos objetivos da estratégia internacional do grupo Super Bock.

O diretor de novos mercados da cerveja portuguesa, Ricardo Figueiredo Silva, afirmou à agência Lusa que está em curso «um plano de expansão nos EUA» através do importador United States Beverage, com quem o grupo Super Bock trabalha há cerca de um ano.

O investimento segue-se à aposta na costa Leste dos Estados Unidos no ano passado, que se focou em Nova Jersey, Massachusetts, Rhode Island e Nova Iorque.

«Estamos agora a apostar na costa Oeste, em particular na Califórnia, onde existe uma forte comunidade portuguesa», disse Ricardo Figueiredo Silva.

A United States Beverage vai ter a colaboração de Alexander Dias, CEO da empresa Earth Delicacies e dono da marca de ginjinha de Óbidos Ginja9, exclusivamente criada para o mercado norte-americano.

«A ideia é reforçar a presença nos Estados Unidos», disse o responsável luso-americano, que será o principal gestor de conta na promoção da Super Bock na Califórnia.

Uma das suas prioridades será colocar a cerveja nos salões de organizações luso-americanas e nas festas dedicadas à cultura portuguesa na Califórnia.

O responsável apontou para o facto de não ser permitido vender cerveja em garrafas nos festivais da Califórnia, uma vez que o regulador do mercado, California Department of Alcoholic Beverage Control, «obriga a que seja servida em copo» e isso implica que haja barris disponíveis nas tendas de comida e bebida.

Esta situação explica que, mesmo nos festivais da comunidade portuguesa, as cervejas vendidas à pressão sejam normalmente americanas.

«Estou a começar negociações com os salões para comprarem os barris», explicou Alexander Dias, referindo que alguns dos restaurantes luso-americanos mais conceituados da costa Oeste, como o "Adega" em São José e o "Uma Casa" em São Francisco, já demonstraram interesse em passar a disponibilizar a cerveja portuguesa neste formato.

O responsável mencionou as distinções que a cerveja tem conseguido nos Estados Unidos e que contribuíram para o seu «reconhecimento internacional», entre as quais uma medalha de prata no International Beer Competition Awards, em Nova Iorque.

No último relatório de gestão publicado pela empresa, referente a 2017, o Super Bock Group fixou como meta o aumento do peso das exportações em 15 pontos percentuais até 2020, depois de ter exportado mais de um quinto da sua produção de cerveja, com a China a representar 40% do total de exportações.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Portugal hoje, um país que incentiva ao regresso
Paulo Pisco
Deputado do PS eleito pelos portugueses na Europa
De olhos postos em África com uma estratégia de futuro
Peter Dawson
Presidente do grupo Garland
Não há tempo para se perder tempo!
Vítor Ramalho
Secretário-Geral da UCCLA
DISCURSO DIRETO
O português que ajudou a 'erguer' as memórias do World Trade Center
Luís Mendes, arquiteto
ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA
«Mobilidade no espaço da lusofonia é um dos maiores desafios»
Teresa Ribeiro, SENEC
PORTUGAL
The last man on the moon
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ