ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Delta Q lança a primeira cápsula de café sem plástico
Revista PORT.COM • 15-Mai-2019
Delta Q lança a primeira cápsula de café sem plástico



O Grupo Nabeiro apresentou a sua estratégia de sustentabilidade e os vários compromissos nas vertentes económica, social e ambiental que vai assumir e desenvolver nos próximos anos. A cerimónia, que teve lugar na Estufa Fria, em Lisboa, contou com as presenças do primeiro-ministro, António Costa, e do ministro Adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira.

Com o objetivo de reforçar o seu papel na construção de um mundo cada vez mais sustentável e em consonância e com os Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável, o Grupo Nabeiro revelou publicamente a sua estratégia de sustentabilidade e os vários compromissos nas vertentes económica, social e ambiental que vai assumir e desenvolver nos próximos anos.

Nesse âmbito foi apresentada a nova cápsula de café Delta Q, 100% orgânica e biodegradável. Esta nova cápsula, desenvolvida pelo Centro de Inovação do Grupo Nabeiro, a Diverge, em conjunto com parceiros externos e centros de investigação nacionais, é feita de um material de base biológica e vegetal, constituído por cana-de-açúcar, mandioca e milho. É uma cápsula com 0% plásticos, 0% micro-plásticos e 0% alumínio.

O primeiro blend da marca com esta cápsula 100% orgânica, Delta Q eQo, será lançado no 2º semestre de 2019 e o produto tem uma validade de consumo de 90 dias por ser biodegradável. Mas compromisso do grupo é bem mais ambicioso e, como referiu o Rui Miguel Nabeiro, administrador do Grupo Delta-Cafés, até 2025 todas as cápsulas Delta Q serão biodegradáveis.

 

Café dos Açores ou o único café da Europa

O apoio às comunidades e aos produtores de café sempre foi um dos eixos que nortearam a estratégia de sustentabilidade da DeltaCafés. É dentro desse âmbito que se insere a celebração de um protocolo de cooperação com a APAC - Associação de Produtores Açorianos de Café, com vista ao apoio em todas as etapas da produção, preparação e comercialização do café dos Açores durante os próximos 15 anos, conforme foi revelado por Rui Miguel Nabeiro que, à margem do encontro, avançou que este apoio deverá abranger 500 produtores de café durante esse período de tempo.

Após duas missões conjuntas no terreno, realizadas entre 2018 e 2019, foi possível aferir que, dadas as características únicas do território do arquipélago dos Açores, é viável o cultivo com sucesso de café de especialidade, trazendo assim valor económico para as comunidades locais e ajudando na diversificação das culturas, que ainda se mantêm muito dependentes da exploração de bovinos (carne e leite).

Com a celebração deste protocolo a Delta Cafés irá apoiar os associados da APAC em todas as fases de produção de café: desde a introdução de novas variedades de café competitivas e economicamente viáveis, passando pelo aconselhamento técnico e pelo apoio na comercialização, até à elaboração de um plano estratégico para toda a cadeia produtiva do café, promovendo um sector socioeconómico rentável e produzindo com sucesso o único café da Europa.

 

Economia Circular - Transformação de borras de café em alimento

A mesma consciencialização da necessidade de preservação do meio ambiente e focada nos princípios da economia circular, levaram a Delta a desenvolver uma parceria com a start up NÃM, num processo inovador de transformação de borras de café em alimento - cogumelos.

O conceito “from waste to taste”, criado em 2018 por Natan Jacquemin, tem um método de aproveitamento simples e inicia-se quando a água quente, na extração de “uma bica”, passa pelo café, limpando desta forma a borra. O processo de preparação de um café só utiliza 1% da sua biomassa, sendo os restantes 99% considerados desperdício. Esta borra representa um substrato limpo e rico em nutrientes, um excelente alimento para o cultivo de cogumelos.

A Delta Cafés irá assim passar a recolher - nos seus clientes e através de recipientes próprios - as borras de café, considerados extratos limpos e ricos em nutrientes, maximizando a eficiência operacional através de uma produção mais sustentável.

 

Compromissos até 2025

Desde 1994 que a Delta está comprometida com práticas empresariais ambientalmente sustentáveis, investindo no desenvolvimento de novas tecnologias e trabalhando continuamente para reduzir o impacto ambiental das suas operações.

Novas metas em diversas áreas do desenvolvimento sustentável fazem parte da estratégia de crescimento do Grupo Nabeiro – Delta Cafés, que assumiu o compromisso de, para além de todos os outros projetos em curso, até ao ano de 2025:

- Garantir que a totalidade da sua frota automóvel comercial será composta por veículos elétricos;

- Garantir que, após o lançamento de Delta Q eQo no mercado, continuará a investir na pesquisa e desenvolvimento de melhores soluções técnicas e na procura dos mais inovadores materiais para que até 2025 toda a gama de blends Delta Q possa ser sustentável;

- Garantir o Apoio a 500 cafeicultores em todas as ilhas do arquipélago dos Açores.

«O caminho de sustentabilidade é prioritário para o Grupo e para todas as suas marcas. Com estas iniciativas damos continuidade ao trabalho que desenvolvemos na área social e em prol da comunidade. Pretendemos continuar com um papel ativo na construção de valor para a sociedade, contribuindo para a adoção de comportamentos mais responsáveis, acrescentando simultaneamente valor aos vários momentos de consumo e de partilha proporcionados pelo café», sublinhou Rui Miguel Nabeiro, Administrador do Grupo Nabeiro – Delta Cafés.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Portugal hoje, um país que incentiva ao regresso
Paulo Pisco
Deputado do PS eleito pelos portugueses na Europa
De olhos postos em África com uma estratégia de futuro
Peter Dawson
Presidente do grupo Garland
Não há tempo para se perder tempo!
Vítor Ramalho
Secretário-Geral da UCCLA
DISCURSO DIRETO
O português que ajudou a 'erguer' as memórias do World Trade Center
Luís Mendes, arquiteto
ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA
«Mobilidade no espaço da lusofonia é um dos maiores desafios»
Teresa Ribeiro, SENEC
PORTUGAL
The last man on the moon
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ