ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Emigrantes engrossam filas para abastecer em Vila Real
Revista PORT.COM • 10-Ago-2019
Emigrantes engrossam filas para abastecer em Vila Real



A afluência aos postos de combustível em Vila Real tem aumentado com a proximidade da greve dos motoristas, marcada para segunda-feira, e as filas são engrossadas com os muitos emigrantes que estão de férias no território.

A dois dias da greve convocada por tempo indeterminado, alguns automobilistas abastecem em Trás-os-Montes por necessidade imediata e outros por precaução.

«Abasteci porque preciso, mas já estou com medo da greve porque temos de ir embora no meio da próxima semana e não sei o que esta greve vai dar», afirmou Maria Irene à agência Lusa

Esta emigrante em França disse estar «muito preocupada» com as notícias e até já decidiu «anular» todas as voltas que tinha previsto dar em Portugal e permanecer «quietinha» na aldeia de Paredes do Pinhão até regressar ao país onde vive.

Encheu o depósito todo para «estar mais segura» e reconheceu estar surpreendida com a fila que encontrou no posto de combustível de um supermercado.

«Nunca tinha visto isto em Portugal e ainda estamos a três dias da greve. O que será quando chegar o dia dela», questionou.

Luís Pinto, residente em São Martinho de Anta, no concelho de Sabrosa, costuma ir às compras a Vila Real às sextas-feiras e aproveita para abastecer. Ontem, por precaução, colocou mais combustível do que é normal.

«Isto é tudo uma novela, há gasóleo para toda a gente. As pessoas atestam, levam jerricãs, é tudo uma loucura. Já da outra vez foi a mesma coisa e houve gasóleo para toda a gente», salientou.

Óscar Quinteiro ainda tinha o «depósito meio», mas aproveitou «para encher».

«Esta greve é uma loucura do sindicato», considerou.

Manuel Augusto veio comprar uma alfaia agrícola e abastecer a carrinha de trabalho: «Os outros carros já estão cheios. Para a semana vou de férias e se for preciso tiro dos carros grandes para o ligeiro e estou sempre servido», salientou.

Emigrante em França, Jacinto Moura meteu combustível porque estava mesmo a precisar e disse não estar «nada preocupado» com a greve.

«Estou habituado a isto. No estrangeiro estamos habitados a isto. Em França, a cada passo há estas greves assim, por isso, isto não muda em nada o nosso dia a dia», referiu.

Nuno Vieira, responsável pelo posto de abastecimento daquele supermercado, disse à agência Lusa que a afluência de automobilistas tem aumentado muito nos últimos dias e que as «filas se têm mantido quase a semana toda».

«No mês de agosto já costumamos ter mais afluência por causa da época e do regresso dos emigrantes, mais agora com a agravante do pré-aviso de greve. As pessoas estão a precaver-se caso ela vá para a frente», salientou.

Nuno Vieira disse que tem notado que as pessoas «andam um pouco assustadas» porque «pensam que pode acabar o combustível», mas lembrou que os «serviços mínimos estão garantidos» e que, para Vila Real, estão previstos três locais destinados à REPA - Rede de Emergência de Postos de Abastecimento.

«Tudo isto pode criar um grande constrangimento às pessoas e às empresas que precisam dos veículos para trabalhar», considerou.

A greve que se inicia na segunda-feira, por tempo indeterminado, foi convocada pelo Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP) e pelo Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias (SIMM), que acusam a associação patronal Antram de não querer cumprir o acordo assinado em maio, que prevê uma progressão salarial.

O Governo decretou na quarta-feira serviços mínimos entre 50% e 100% para a greve dos motoristas de mercadorias, bem como o estado de emergência energética.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Significado das próximas eleições para a Assembleia da República
Paulo Pisco
Deputado do PS
Incêndios rurais: prevenir é mesmo o melhor remédio
Miguel Freitas
Sec. de Estado das Florestas
Por um regresso seguro a casa
José Artur Neves
Sec. de Estado da Proteção Civil
DISCURSO DIRETO
Monumentos ao emigrante em Portugal
Daniel Bastos, Historiador
PORTUGAL
Defesa de nova visão sobre as comunidades portuguesas
José Luís Carneiro
PORTUGAL
Um eterno e constante devir....
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ