ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Estrangeiros dispostos a pagar cada vez mais por calçado português
Revista PORT.COM • 08-Set-2019
Estrangeiros dispostos a pagar cada vez mais por calçado português



Os compradores internacionais valorizam atualmente o calçado português em 28%, quando em 2005 a referência à origem Portugal desvalorizava imediatamente o produto em 30%, segundo um estudo da Católica Porto Business School.

Elaborado para determinar como o local de produção influencia a perceção de valor do produto por parte dos clientes estrangeiros, o estudo baseia-se numa prova cega realizada em fevereiro deste ano junto de 80 retalhistas e importadores estrangeiros durante a feira internacional de calçado Micam, em Milão, Itália.

Conforme explicou Susana Costa e Silva, da Católica Porto Business School, durante a apresentação do estudo, que decorreu este fim de semana no Porto, do trabalho resultou que, face a um par de sapatos avaliado em 100 euros "a olho nu", os compradores avaliam-no em 128 euros (+28%) quando sabem que é 'made in [fabricado em] Portugal'.

Em 2005, pelo contrário, os compradores desvalorizavam o calçado português em 30%, ou seja, só estavam dispostos a pagar 70 euros pelo produto após verem a etiqueta de origem, enquanto em 2015 uma prova cega semelhante apontava para um défice de imagem do 'made in Portugal' na ordem dos 18%.

Comparando a valorização do calçado português face ao italiano, a investigadora da Católica referiu que «quando não se mostra a origem as pessoas tendem a ligeiramente a preferir o calçado nacional», mas quando é revelado o país produtor «há um diferencial de 19% em que o calçado italiano é mais valorizado que o português», apesar de este 'gap' ter vindo a diminuir.

De acordo com o estudo da Católica Porto Business School, a qualidade do produto, o 'know how' (conhecimento) no processo produtivo e a qualificação de mão de obra são os principais «atributos que [os compradores internacionais] espontaneamente atribuem ao calçado português».


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
A relação entre Portugal e a sua Diáspora...
José Luís Carneiro
Implicações políticas da participação eleitoral nas comunidades
Paulo Pisco
Deputado do PS
Porque não te calas?
José Caria
Diretor-Adjunto PORT.com
DISCURSO DIRETO
ENTREVISTA
Berta Nunes, secretária de Estado das Comunidades
PORTUGAL
ENTREVISTA
António Saraiva, Presidente da CIP
PORTUGAL
ENTREVISTA
Luís Faro Ramos, Presidente do Camões I.P.
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ