ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Empresários portugueses na Diáspora – tendências recentes
Revista PORT.COM • 30-Set-2019
Empresários portugueses na Diáspora – tendências recentes



Quem são os investidores da diáspora e quais são as principais tendências relativamente aos empreendedores portugueses que se encontram a desenvolver um negócio fora de Portugal. Este foi o âmbito de um estudo pioneiro, que a Port.Com já tinha referenciado na sua edição de abril deste ano e que agora a sua responsável apresenta, em primeira mão, neste artigo publicado na revista, as suas as principais conclusões. E uma das principais conclusões deve merecer uma reflexão mais profunda: 'o sucesso alcançado por mais de 85% dos inquiridos não foi sustentado pela possível ajuda de Portugal, enquanto país de origem destes empresários de nacionalidade portuguesa. Quer isto dizer que o crescimento económico que os emigrantes empreendedores portugueses permitem a Portugal, não é retribuído na mesma dimensão'. O Estudo é da autoria de Catarina Tavares, licenciada em Relações Internacionais e Mestre em Economia e Gestão Internacional.

O estudo “Empresários Portugueses na Diáspora – Tendências Recentes” foi desenvolvido no âmbito do Mestrado em Economia e Gestão Internacional da Faculdade de Economia da Universidade do Porto, visando compreender as principais tendências relativamente aos empreendedores portugueses que se encontram a desenvolver um negócio fora de Portugal. Procurou-se compreender as características destes empresários portugueses, o seu contributo na diáspora e as suas motivações na decisão de empreenderem no país de acolhimento, não esquecendo a influência que Portugal exerce nestes empresários, enquanto país de origem dos mesmos.

Atualmente vivemos num mundo caracterizado pela globalização e interatividade, consequência dos cerca de 244 milhões de migrantes internacionais. Deste número, Portugal contribui como sendo “o país da União Europeia com mais emigrantes em proporção da população residente …” (Pires, Pereira, Azevedo, Vidigal, & Veiga, 2017, p.23), com cerca de 22% dos portugueses emigrados, que se apresentam como “embaixadores” de Portugal.

De facto, os portugueses sempre demonstraram ser um povo capaz de empreender, principalmente quando atravessam as fronteiras do seu país. Assim, com o estabelecimento dos seus projetos fora de Portugal, conseguem fazer chegar o seu país aos diferentes locais onde se encontram e, consequência deste processo que importa valorizar, advêm benefícios para o nosso país que se vê reconhecido internacionalmente. Torna-se cada vez mais relevante estudar a atividade dos empreendedores, uma vez que contribuem para a sustentabilidade e dinamismo económico, apresentando-se como um importante ativo estratégico a valorizar.

O objetivo desta investigação partiu da necessidade de obter respostas a várias questões importantes para uma melhor avaliação do empreendedorismo dos emigrantes portugueses na diáspora, em que “Quais as características atuais dos empreendedores portugueses pelo mundo?” surge como questão orientadora da investigação.

 

Leia o artigo na íntegra na edição de outubro da Revista PORT.COM.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
A sua atitude de confiança conta: não só com o vírus...
Susana Cor de Rosa
Consultora empresarial
Os efeitos do medo do coronavírus...
Daniel Bastos
Historiador
Novo Coronavírus provoca epidemia com desfecho imprevisível
Alfredo Martins
Internista e Coordenador do NEDResp
DISCURSO DIRETO
A Fundação ISS e o apoio na África Lusófona
Eulalia Devesa, Diretora da Fundação ISS Mais Um Sorriso
PORTUGAL
«Cada vez faz menos sentido falar de emigração»
José Cesário, Deputado do PSD
PORTUGAL
O Projeto de Mobilidade na CPLP
Augusto Santos Silva, Ministro dos Negócios estrangeiros
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ