ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Arrancou hoje 24ª MIF e a Exposição de Produtos e Serviços dos Países de Língua Portuguesa
Revista PORT.COM • 17-Out-2019
Arrancou hoje 24ª MIF e a Exposição de Produtos e Serviços dos Países de Língua Portuguesa



Arrancou hoje a 24.ª Feira Internacional de Macau (MIF) e a Exposição de Produtos e Serviços dos Países de Língua Portuguesa 2019 (PLPEX), dois eventos que se irão coordenar e articular «com as políticas de desenvolvimento da China, acompanhando de perto as novas tendências internacionais de investimento». Cabo Verde participa como país parceiro.

Organizada pelo Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau (IPIM), e co-organizada por 15 entidades económicas e comerciais, e associações comerciais provenientes de Macau, da China e de Hong Kong, a presente edição da MIF continua a ter como tema “Cooperação — Chave para Oportunidades de Negócio.”

Recorde-se que a AJEPC – Associação de Jovens Empresários Portugal-China é, desde 2012, colaboradora na angariação de empresas e organizadora da maior delegação que participa no evento e, no ano passado, passou a ter o estatuto de coorganizadora do evento.

A presidente do IPIM, Irene Lau, disse que os dois eventos irão decorrer em simultâneo, de 17 a 19 de outubro, e salientou que Cabo Verde e a província chinesa de Jiangsu são os convidados para ser, respectivamente, o País Parceiro e a Província Parceira.

Disse ainda que a  Cabo Verde TradeInvest, a agência de promoção de investimento e exportação do arquipélago organizará e instalará o Pavilhão Temático de Cabo Verde, que ocupará uma área de 180 metros quadrados, enquanto os Serviços do Comércio da província de Jiangsu irão coordenar, organizar e instalar o Pavilhão Temático de Jiangsu, que ocupará uma área de quase 300 metros quadrados.

Neste primeiro dia da MIF, terá lugar a 9.ª Cimeira para o Desenvolvimento Comercial e Industrial da Província de Jiangsu, de Macau e dos Países de Língua Portuguesa e o Fórum de Cooperação Jiangsu–Macau–Cabo Verde, em que estarão reunidos os representantes dos departamentos económicos e comerciais e das empresas, bem como especialistas e académicos dos três territórios.

A PLPEX terá este ano uma área aproximadamente de 6000 metros quadrados, contando com cerca de 250 stands e com a participação de empresas provenientes dos oito países de língua portuguesa e agentes de produtos e serviços lusófonos do interior da China, de Hong Kong e de Macau, que promoverão produtos alimentares, bebidas, comércio electrónico, tecnologia da informação, artigos de uso quotidiano, artesanato, materiais de construção, artigos de desporto, além de contar com várias zonas de exposição com temas específicos e produtos temáticos.

O IPIM irá organizar visitas de empresários dos países de língua portuguesa, nacionais, estrangeiros, bem como de Macau, às cidades da Grande Baía Guangdong–Hong Kong–Macau, incluindo Zhuhai e Foshan, a fim de permitir que as empresas, sobretudo ao dos países de língua portuguesa conheçam melhor as políticas da Grande Baía e as oportunidades de desenvolvimento daí decorrentes. 

 

 

 


Etiquetas
Partilhar

NOTÍCIAS RELACIONADAS
OPINIÃO
Novo Coronavírus provoca epidemia com desfecho imprevisível
Alfredo Martins
Internista e Coordenador do NEDResp
Açorianos no mundo
Daniel Bastos
Historiador
InPortugal 2020 Paris quer desenvolver nova rede de embaixadores
Ricardo Simões
Diretor do InPortugal
DISCURSO DIRETO
A Fundação ISS e o apoio na África Lusófona
Eulalia Devesa, Diretora da Fundação ISS Mais Um Sorriso
PORTUGAL
«Cada vez faz menos sentido falar de emigração»
José Cesário, Deputado do PSD
PORTUGAL
O Projeto de Mobilidade na CPLP
Augusto Santos Silva, Ministro dos Negócios estrangeiros
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ