ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

7.º Encontro do Conselho da Diáspora Portuguesa: Investimento da Diáspora em foco
Revista PORT.COM • 21-Dez-2019
7.º Encontro do Conselho da Diáspora Portuguesa: Investimento da Diáspora em foco



Pensar a Economia no nosso planeta e os desafios da transição para um novo sistema de produção e consumo foram os temas do 7º Encontro Anual do Conselho da Diáspora Portuguesa, que decorreu dia 20 de Dezembro, em Cascais, onde o ministro dos Negócios Estrangeiros. Lançou um apelo à divulgação dos novos instrumentos de apoio ao investimento da diáspora

Na sua intervenção durante o 7º Encontro do Conselho da Diáspora Portuguesa, que reuniu conselheiros provenientes de diversos países, além de responsáveis, empresariais, económicos e políticos, o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, lançou um apelo aos conselheiros presentes para difundam lá fora as oportunidades do Programa de Apoio ao Investimento da Diáspora recentemente criado.

Recorde-se que o programa foi apresentado por Augusto Santos Silva durante o IV Encontro de Investidores da Diáspora, que decorreu entre os dias 12 e 14 de dezembro, em Viseu, programa que visa canalizar apoios e incentivos e que é expressamente dirigido ao investimento oriundo da diáspora.

Nessa altura, o ministro anunciou também que haverá permanentemente candidaturas abertas nos programas geridos pelas Comissões de Coordenação e Desenvolvimento Regional para apoio ao investimento da diáspora.

Os trabalhos do encontro, que contou igualmente com as presenças do ministro, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, e do Presidente da Câmara Municipal de Cascais, Carlos Carreiras, foram encerrados pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que entregou aos novos Conselheiros da Diáspora Portuguesa os cartões de membro.

Novo sistema de produção e consumo

Pensar a Economia no nosso planeta e os desafios da transição para um novo sistema de produção e consumo foram os temas centrais do 7º Encontro Anual do Conselho da Diáspora Portuguesa (CDP).

O debate focou-se na oportunidade para Portugal, no quadro do compromisso da transição para uma economia neutra em carbono, da transição para uma economia digital ambientalmente sustentável e para um novo sistema de produção e consumo, de baixo desperdício e alto desempenho, que respeite os limites dos recursos ambientais e que, ao mesmo tempo, responda à procura global crescente de bens e serviços e às aspirações de progresso e conforto conquistadas nas últimas décadas pelas sociedades.

O CDP é uma associação privada sem fins lucrativos, fundada em 2012, com o Alto Patrocínio da Presidência da República e do Ministério dos Negócios Estrangeiros. Em 2019, foi reconhecido pelo Estado Português com o estatuto de Organização Não-Governamental para o Desenvolvimento (ONGD), pelo trabalho que tem vindo a ser desenvolvido em favor das relações entre Portugal e África através da plataforma EurAfrican Forum. Para além do estatuto agora atribuído, em 2017 foi concedido à Instituição a distinção de Utilidade Pública.

O principal instrumento de intervenção é uma rede de ligação entre portugueses e luso-descendentes, a World Portuguese Network, que integra 96 membros, espalhados por 26 países e 50 cidades em 5 continentes, com intervenção e influência nas áreas da Economia, Ciência, Cultura e Cidadania.


Etiquetas
Partilhar

NOTÍCIAS RELACIONADAS
OPINIÃO
O Festival das Migrações, Culturas e Cidadania
Daniel Bastos
Historiador
Novo Coronavírus provoca epidemia com desfecho imprevisível
Alfredo Martins
Internista e Coordenador do NEDResp
InPortugal 2020 Paris quer desenvolver nova rede de embaixadores
Ricardo Simões
Diretor do InPortugal
DISCURSO DIRETO
A Fundação ISS e o apoio na África Lusófona
Eulalia Devesa, Diretora da Fundação ISS Mais Um Sorriso
PORTUGAL
«Cada vez faz menos sentido falar de emigração»
José Cesário, Deputado do PSD
PORTUGAL
O Projeto de Mobilidade na CPLP
Augusto Santos Silva, Ministro dos Negócios estrangeiros
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ