ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Algumas empresas de Ovar continuam a laborar apesar da quarentena imposta
Revista PORT.COM • 19-Mar-2020
Algumas empresas de Ovar continuam a laborar apesar da quarentena imposta



Populares e autarcas estão a alertar que há empresas que continuam a laborar em Ovar, apesar de o Governo ter declarado, na terça-feira, esse município de Aveiro como em estado de «calamidade pública», impondo-lhe assim quarentena geográfica obrigatória.

Em termos práticos, a situação significa que estão proibidas quaisquer atividades económicas que não sejam consideradas de primeira necessidade - o que excetua supermercados, farmácias, fabricantes alimentares como padarias, postos de abastecimento de combustível e bancos - e que fica também inibida a circulação de pessoas na via pública - a não ser por motivos de necessidade essencial, como abastecimento alimentar ou socorro a familiares.

O vereador do PS na Câmara de Ovar, Artur Duarte, fez ontem (dia 18) uma publicação na rede social Facebook, alertando que, ao início da tarde, se encontravam a laborar no concelho "algumas unidades industriais", o que "contradiz a alínea b) do nº. 2 do Despacho do Primeiro-Ministro e do Ministro da Administração Interna" publicado esta terça-feira - pronunciando o estado de "calamidade pública" do município e impondo a sua quarentena geográfica.

O vereador socialista admite que o documento que sustenta a decisão do Governo "não é claro" quanto às exceções, mas, precisamente por isso, apela a que "seja clarificada pelas entidades competentes a interpretação sobre se é ou não de encerrar a atividade industrial no concelho, com a exceção das empresas que possam ser essenciais para o comércio alimentar, farmacêutico ou de equipamentos de segurança".

Após denúncias de que a firma de soluções de comunicação visual Bi-silque estaria a operar, a Lusa contactou a unidade e uma empregada começou por dizer que "a empresa está a funcionar, mas um bocado limitada", após o que foi solicitado um esclarecimento da administração e um segurança informou que nenhum responsável estava disponível.

A Lusa também contactou a Stow, que fornece sistemas de estantes e prateleiras para armazéns, e, questionada sobre se era possível uma deslocação à empresa, a colaboradora em funções no local respondeu que seria escusado: "Está tudo em teletrabalho em casa. Só eu é que estou aqui".

De Espinho chegou a informação de que também a Nanta de Ovar, a fabricante de rações para animais antes designada Progado, estará a laborar normalmente. Contactada a empresa, a administração não esteve disponível, mas a telefonista comentou que "os animais não podem ficar sem comer".

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde elevou esta quarta-feira o número de casos de infeção para 642, mais 194 do que na terça-feira. O número de mortos no país subiu para dois e, entre o total de doentes, três recuperaram.

Dos casos confirmados, 553 estão a convalescer em casa e 89 estão internados, 20 dos quais em Unidades de Cuidados Intensivos. Há ainda registo de 5.067 casos suspeitos até ontem, dos quais 351 aguardam resultado laboratorial. Há ainda 6.852 contactos sob vigilância.

Portugal está em estado de alerta desde a passada sexta-feira, tendo o Governo colocado os meios de proteção civil e as forças e serviços de segurança em prontidão.

Recorde-se que ontem foi decretado o estado de calamidade pública no concelho de Ovar, que se encontra sob quarentena geográfica, com controlo de entradas e saídas no território


Etiquetas
Partilhar

NOTÍCIAS RELACIONADAS
OPINIÃO
Os efeitos do medo do coronavírus...
Daniel Bastos
Historiador
Novo Coronavírus provoca epidemia com desfecho imprevisível
Alfredo Martins
Internista e Coordenador do NEDResp
InPortugal 2020 Paris quer desenvolver nova rede de embaixadores
Ricardo Simões
Diretor do InPortugal
DISCURSO DIRETO
A Fundação ISS e o apoio na África Lusófona
Eulalia Devesa, Diretora da Fundação ISS Mais Um Sorriso
PORTUGAL
«Cada vez faz menos sentido falar de emigração»
José Cesário, Deputado do PSD
PORTUGAL
O Projeto de Mobilidade na CPLP
Augusto Santos Silva, Ministro dos Negócios estrangeiros
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ