ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Centenário da Batalha de La Lys honra a memória dos soldados esquecidos
Revista PORT.COM • 07-Mai-2018
Centenário da Batalha de La Lys honra a memória dos soldados esquecidos



O Estado português fez-se representar ao mais alto nível, com a presença do primeiro-ministro e do Presidente da República, ao lado do Presidente francês Emmanuel Macron, nas cerimónias que assinalaram o centenário da Batalha de La Lys, uma pesada derrota militar que vetou ao esquecimento os milhares de militares portugueses que combateram na Flandres.

A cerimónia no cemitério militar português de Richebourg, no norte de França, marcou o ponto alto das comemorações que assinalaram os 100 anos decorridos sobre a Batalha de La Lys, travada em 9 de abril de 1918, em plena I Guerra Mundial.

Na madrugada desse dia, oito divisões alemãs, com cerca de 100 mil homens e apoiadas por mais de mil peças de artilharia, avançaram sobre uma frente que se estendia por cerca de 40 quilómetros guarnecido pelo Corpo Expedicionário Português, constituído por duas divisões e cerca de 20 mil homens.

Os portugueses perderam praticamente metade das suas forças e ficaram reduzidos a pouco mais de uma divisão, tendo registado cerca de 400 mortos, 4600 feridos, 2000 desaparecidos e mais de sete mil prisioneiros.  Este é um assunto sobre o qual se fez uma mancha de silêncio, as versões dos acontecimentos e os números variam muito, mas inegavelmente foi o momento mais sangrento do Corpo Expedicionário Português na I Guerra Mundial. A única verdade que ninguém pode esconder é que as forças portuguesas foram trucidadas, mas resistiram tempo suficiente para permitir aos aliados reforçar a e suster a ofensiva dos alemães.

 

Leia o artigo na íntegra na edição de maio da Revista PORT.COM.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
A rede mundial de luso-eleitos
Daniel Bastos
Historiador
Promover o Universo Português
Cátia Manso
Marketeer
O nosso Portugal antigo com o amigo chinês
Alberto Carvalho Neto
Presidente da AJEPC
DISCURSO DIRETO
«Tenho muito orgulho das minhas raízes portuguesas»
Lori Trahan
ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA
«O que eu aprendi desde criança foi a valorizar o que se faz»
Andrea Fonseca
ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA
«Vou ser sempre portuguesa»
Maria de Vasconcelos
ALEMANHA
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ