ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Brexit: UE adota plano de contingência para pescas no caso de saída sem acordo
Revista PORT.COM • 26-Jan-2019
Brexit: UE adota plano de contingência para pescas no caso de saída sem acordo



A Comissão Europeia divulgou os planos de contingência para o setor das pescas na eventualidade do 'Brexit' sem acordo e que preveem que pescadores e armadores possam receber compensações caso tenham que interromper a atividade.

A primeira proposta apresentada pelo executivo comunitário para o setor das pescas prevê que, caso pescadores e armadores tenham que cessar temporariamente a sua atividade, o que poderá acontecer, por exemplo, se a eventual saída do Reino Unido sem acordo ('no deal') implicar uma súbita proibição de acesso a águas britânicas.

A compensação seria transferida a partir do Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos e Pescas (FEAMP).

A segunda proposta do plano de contingência prevê que a UE possa garantir aos navios do Reino Unido o acesso a águas europeias até final do ano (o 'Brexit' está agendado para 29 de março) se houver reciprocidade por parte de Londres e seja mantido o acesso dos navios de pesca europeus a águas britânicas.

O plano de contingência - que inclui ainda um procedimento simplificado para as respetivas autorizações - vigorará apenas este ano, tendo em conta as oportunidades de pesca fixadas pelos ministros da tutela no final de dezembro de 2018.

Quando se negociar um acordo de pescas pós-Brexit com Londres, Portugal tem interesse em manter a situação que permite à Noruega pescar em águas britânicas em troca de acesso às suas.

Os pescadores e armadores portugueses não operam em águas britânicas, mas beneficiam do acordo UE-Noruega que permite a captura de bacalhau nas águas daquele país em troca do acesso dos navios noruegueses a águas do Reino Unido onde capturam, nomeadamente, sarda e verdinho.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Portugal hoje, um país que incentiva ao regresso
Paulo Pisco
Deputado do PS eleito pelos portugueses na Europa
De olhos postos em África com uma estratégia de futuro
Peter Dawson
Presidente do grupo Garland
Não há tempo para se perder tempo!
Vítor Ramalho
Secretário-Geral da UCCLA
DISCURSO DIRETO
O português que ajudou a 'erguer' as memórias do World Trade Center
Luís Mendes, arquiteto
ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA
«Mobilidade no espaço da lusofonia é um dos maiores desafios»
Teresa Ribeiro, SENEC
PORTUGAL
The last man on the moon
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ