ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Depois de Paris, o Dia de Portugal vai ser comemorado no Brasil
Revista PORT.COM • 14-Dez-2016
Depois de Paris, o Dia de Portugal vai ser comemorado no Brasil



De acordo com o jornal Público, as celebrações em 2017 vão ter lugar no Porto, Rio de Janeiro e São Paulo. O Presidente da República chegou a ter dúvidas quanto ao novo destino no estrangeiro.

Porto, Rio de Janeiro e São Paulo são os palcos onde se desenrolarão em 2017 as celebrações do 10 de Junho, Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas. Segundo o jornal Público, “beneficiando da diferença horária entre Portugal e Brasil, a festa começa no Porto, voa para o Rio de Janeiro, e termina já no dia 11 de junho, em São Paulo [ainda dia 10 no Brasil]”.

Prosseguindo a iniciativa de celebrar o Dia de Portugal com as comunidades portuguesas no estrangeiro, que foi estreada este ano por proposta do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e que levou o 10 de Junho a Paris, o Governo decidiu escolher o Brasil como local de eleição para às celebrações oficiais do Dia de Portugal. O primeiro-ministro, António Costa, acompanhará o Presidente da República nesta deslocação oficial.

O jornal Público conta que “inicialmente o Presidente da República teve dúvidas e ofereceu resistência à ideia da escolha do Brasil como palco do 10 de Junho. A razão das dúvidas de Marcelo Rebelo de Sousa prendeu-se com o facto de os seus netos e o seu filho Nuno Rebelo de Sousa viverem em São Paulo, onde este último preside à Federação das Câmaras Portuguesas de Comércio no Brasil”.

“O Presidente temeu que a escolha fosse interpretada como uma decisão pessoal que pudesse sugerir algum tipo de favoritismo familiar. Mas o Governo ter-se-á oposto a mudar a decisão por tal motivo. Primeiro, porque a escolha do local tinha sido uma escolha do Executivo e não do Presidente. Logo, não haveria campo para que alguém viesse argumentar que pesara qualquer critério de favoritismo pessoal do Presidente. Por fim, o Governo tinha assumido como prioridade dar primazia à relação com a vasta comunidade portuguesa no Brasil”, acrescenta o jornal português.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Os efeitos do medo do coronavírus...
Daniel Bastos
Historiador
Novo Coronavírus provoca epidemia com desfecho imprevisível
Alfredo Martins
Internista e Coordenador do NEDResp
InPortugal 2020 Paris quer desenvolver nova rede de embaixadores
Ricardo Simões
Diretor do InPortugal
DISCURSO DIRETO
A Fundação ISS e o apoio na África Lusófona
Eulalia Devesa, Diretora da Fundação ISS Mais Um Sorriso
PORTUGAL
«Cada vez faz menos sentido falar de emigração»
José Cesário, Deputado do PSD
PORTUGAL
O Projeto de Mobilidade na CPLP
Augusto Santos Silva, Ministro dos Negócios estrangeiros
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ