ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Vaticano: Tolentino Mendonça elevado hoje a cardeal
Revista PORT.COM • 05-Out-2019
Vaticano: Tolentino Mendonça elevado hoje a cardeal



O arquivista e bibliotecário da Santa Sé, José Tolentino Mendonça, vai ser elevado a cardeal, este sábado, num Consistório convocado pelo Papa Francisco para a criação de 13 cardeais. Tolentino prometeu colaborar com uma

O arcebispo madeirense torna-se, aos 53 anos, no sexto cardeal português do século XXI e o terceiro a ser designado no atual pontificado, passando a ser o segundo membro mais jovem do Colégio Cardinalício, logo após Dieudonné Nzapalainga, cardeal da República Centro-Africana, de 52.

Sobre a sua nomeação, José Tolentino Mendonça afirmou que é um chamamento para um “serviço mais radical” a Francisco e à Igreja, prometendo colaborar com uma “humildade muito grande”.

Para o bispo de Leiria-Fátima, cardeal António Marto, a nomeação de José Tolentino Mendonça será importante na reforma da Igreja empreendida pelo Papa Francisco.

“Será um grande apoiante do Papa nesta reforma da Igreja que [Francisco] empreendeu e em que precisa de gente que o apoie e que percorra também os caminhos que ele nos indica”, disse o prelado à agência Lusa, em Fátima numa reação ao anúncio do pontífice, em 01 de setembro após o ‘Angelus’, no Vaticano.

Segundo o bispo de Leiria-Fátima, possivelmente o novo cardeal português, bibliotecário e arquivista da Santa Sé, transitará para um cargo “ainda mais adequado, Conselho para a Cultura, em que desempenhará cabalmente todos os dotes e todas as qualidades notáveis, de que é portador”.

O Conselho Permanente da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) manifestou também a sua congratulação e louvor pela nomeação, considerando que “é um bem para a sociedade e para a Igreja”.

Salientando a “humildade, competência, saber e cultura” de José Tolentino Mendonça, o padre Manuel Barbosa, secretário da CEP, frisou que é uma honra Portugal ter mais um cardeal e que isso “responsabiliza” a igreja na sua missão.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa,  manifestou “o mais profundo júbilo pela elevação do senhor Dom José Tolentino de Mendonça ao cardinalato, traduzindo o reconhecimento de uma personalidade ímpar, assim como da presença da Igreja Católica na nossa sociedade, o que muito prestigia Portugal”.

Marcelo sublinhou ainda a “excecional relevância” de Tolentino de Mendonça como “filósofo, pensador, escritor, professor e humanista”, recordando que o convidou para presidir às comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, em 2020.

O chefe de Estado tinha programado assistir à cerimónia, mas cancelou a sua ida a Roma este sábado, para estar presente nas cerimónias fúnebres do fundador do CDS Freitas do Amaral, que se realizam hoje.

A  elevação de Tolentino Mendonça a cardeal, na qual serão criados 13 novos cardeais, entre os quais se incluem o arcebispo de Jacarta, Ignatius Suharyo Hardjoatmodjo, o arcebispo de Kinshasa, Fredolin Ambongo Besungu, Jean-Claude Hollerich, arcebispo do Luxemburgo, Matteo Maria Zuppi, arcebispo de Bolonha e Michael Czerny, secretário da secção de migrantes e refugiados do dicastério para o serviço do desenvolvimento humano integral, decorrerá às 16 horas (hora local, 15h em Lisboa) na Basílica do Vaticano.

 


Etiquetas
Partilhar

NOTÍCIAS RELACIONADAS
OPINIÃO
As comunidades portuguesas e o desenvolvimento de Portugal
Berta Nunes
secretária de Estado das Comunidades
O desastre consular e o deputado das comunidades
José Cesário
, Deputado do PSD por Fora da Europa
A ameaça das Redes Sociais e a tomada de consciência
José Caria
Diretor-adjunto da PORT.COM
DISCURSO DIRETO
Mensagem de Natal
Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República
PORTUGAL
O português que conquistou notoriedade na PGR do Brasil
Alcides Martins, PGR do Brasil
PORTUGAL
Sagres e Luso:Tradição e Modernidade
Nuno Pinto Magalhães
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ