ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Passaporte de Portugal abre as fronteiras de 185 países
Revista PORT.COM • 09-Jan-2020
Passaporte de Portugal abre as fronteiras de 185 países



O passaporte português partilha a sétima posição no ranking dos mais poderosos do mundo ao lado da Suíça, Holanda, Irlanda e Austria, todos com acesso a 185 países, sem necessidade de vistos, noticia o Jornal de Negócios.

Os países asiáticos dominam a tabela do Henley Passaport Index de 2020. O passaporte japonês é o que oferece maior acesso aos territórios internacionais, garantindo entrada em 191 países, segundo a publicação. Este é o terceiro ano que o país renova a liderança neste índice, «que se baseia em dados da Associação Internacional de Transporte Aéreo».

A liderar, pela terceira vez consecutiva o Henley Passport Index, divulgado esta segunda-feira, surge o Japão com acesso a 191 territórios, mais um que a Singapura que se situa em segundo lugar. A fechar o resto do pódio, o index reconhece o passaporte sul coreano e alemão, ambos com autorização para entrar em 189 países.

Segundo avança o Negócios, «para a composição deste ranking, o Henley Passaport Index avalia elenca os passaportes mais poderosos do mundo, de acordo com o número de destinos a que dão acesso sem necessidade de visto prévio». Os dados recolhidos são baseados nas informações da Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA, na sigla original). Ainda no top 10 da tabela estão a Itália e a Finlândia (em quarto lugar, dando acesso a 188 destinos); Espanha, Luxemburgo e Dinamarca (quinto lugar/187 destinos) e, em sexto lugar, a Suécia e França (186 destinos).

Na oitava posição surgem os EUA, Reino Unido, Noruega, Grécia e Bélgica. O resultado confirma uma persistente tendência de queda nos casos dos Estados Unidos e do Reino Unido, países que em conjunto lideravam o índice em 2015.

«Olhando para o outro extremo da tabela, é o Afeganistão que a fecha, com o país a permanecer no último lugar, dando acesso a apenas 26 destinos no mundo. A maior surpresa deste ranking é, sem dúvida, a subida dos Emirados Árabes Unidos, que escalaran 47 posições na última década, ocupando agora o 18.º lugar», refere o Jornal de Negócios.


Etiquetas
Partilhar

NOTÍCIAS RELACIONADAS
OPINIÃO
O Festival das Migrações, Culturas e Cidadania
Daniel Bastos
Historiador
Novo Coronavírus provoca epidemia com desfecho imprevisível
Alfredo Martins
Internista e Coordenador do NEDResp
InPortugal 2020 Paris quer desenvolver nova rede de embaixadores
Ricardo Simões
Diretor do InPortugal
DISCURSO DIRETO
A Fundação ISS e o apoio na África Lusófona
Eulalia Devesa, Diretora da Fundação ISS Mais Um Sorriso
PORTUGAL
«Cada vez faz menos sentido falar de emigração»
José Cesário, Deputado do PSD
PORTUGAL
O Projeto de Mobilidade na CPLP
Augusto Santos Silva, Ministro dos Negócios estrangeiros
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ