ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Portugal tem o maior número de troca de treinadores da Europa
Revista PORT.COM • 07-Abr-2017
Portugal tem o maior número de troca de treinadores da Europa



A entrada e saída de treinadores em Portugal, é quase o dobro das maiores ligas europeias.

A mudança de treinadores na liga portuguesa tem sido frenética. São já 17 as mudanças na primeira liga, esta época. Destas 17, 15 foram "dispensas": apenas Petit e Lito Vidigal saíram por vontade própria. Jorge Simão trocou o Chaves pelo Braga.

Os países com mais mudanças de treinador, a seguir a Portugal, são Espanha e Alemanha, ambas com 10.

Aqui estão as mudanças esta época, segundo a TSF:

Paulo César Gusmão - Marítimo

Foi o treinador que iniciou a época no Marítimo. Sai a 19 de setembro por mútuo acordo depois de uma vitória em cinco jornadas. O Marítimo estava em 17º lugar. Daniel Ramos foi o substituto.

Júlio Velázquez - Belenenses

Esteve no comando do Belenenses até ao início de outubro. O espanhol tinha assumido o cargo na época passada. Saiu quando o Belenenses estava no oitavo lugar com 9 pontos. Quim Machado foi o sucessor.

Erwin Sánchez - Boavista

Sai do Boavista depois de ser eliminado da Taça da Liga. Rescindiu com o clube em outubro quase um ano depois de substituir Petit. Miguel Leal foi o sucessor.

Nuno Capucho - Rio Ave

Foi a aposta do Rio Ave para a nova época. Vindo do Varzim esta era a primeira experiência no escalão principal do futebol português para o técnico. Saiu à 11ª jornada. Luís Castro foi o sucessor.

Pepa - Moreirense

Começou a época como treinador do Moreirense, mas saiu à 10ª jornada. Nessa altura, os cónegos contavam com duas vitórias, dois empates e seis derrotas. Augusto Inácio rendeu Pepa.

Carlos Pinto - Paços de Ferreira

Saiu do Paços de Ferreira em novembro. Deixou a equipa na 15ª posição, o que não impediu o clube de o apelidar de "pacense de coração". Vasco Seabra ocupou o seu lugar.

Fabiano Soares - Estoril

Esteve um ano e nove meses no Estoril. Saiu à 13ª jornada, quando o Estoril somava 15 pontos. O espanhol Pedro Carmona veio treinar a equipa da linha.

José Peseiro - SC Braga

É demitido do banco do Braga depois de duas "dolorosas" eliminações da Taça da Liga e da Liga Europa. Quem o disse foi António Salvador, presidente do clube. Jorge Simão estava no Chaves, saiu e entrou na porta de Braga.

José Mota - Feirense

Fez as malas e saiu do Feirense à 14ª jornada. Os fogaceiros estavam então na penúltima posição do campeonato. Nuno Manta, um "homem da casa", assumiu o cargo.

Manuel Machado - Nacional

Sai do Nacional ao fim de quatro épocas e meia. Eliminados da Taça da Liga e da Taça de Portugal e a ocupar o 16º lugar da Liga, os insulares optaram por Jokanovic para substituir o português.

Petit - Tondela

Pediu a demissão do Tondela no início de 2017, após uma derrota com o Arouca. Depois de 13 meses à frente da equipa, o antigo internacional português foi substituído por Pepa.

Lito Vidigal - Arouca

Deixa o comando técnico do Arouca à 21ª jornada. Em Israel, o Maccabi Tel Aviv chamava pelo treinador. Manuel Machado ocupou a vaga deixada aberta.

Pedro Carmona - Estoril

Em março, deixa o Estoril, que se torna no primeiro clube a mudar duas vezes de treinador. Duas vitórias em 13 jogos fizeram com que o espanhol fosse substituído por Pedro Emanuel.

Augusto Inácio - Moreirense

Leva o Moreirense à conquista inédita da Taça da Liga em janeiro, mas não é suficiente. Sai em março, depois de oito jogos sem vencer. O sucessor é Petit e o Moreirense é o segundo clube a ter três treinadores nesta época.

Jokanovic - Nacional

Chegou ao Nacional, fez 11 jogos, não ganhou nenhum e saiu. O Nacional é o terceiro clube a mudar duas vezes de treinador nesta época. João de Deus é o sucessor.

Manuel Machado - Arouca

Deixou o Arouca em março, depois de cinco jogos e zero vitórias. O Arouca também troca duas vezes de treinador e Manuel Machado deixa dois clubes na mesma época.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Significado das próximas eleições para a Assembleia da República
Paulo Pisco
Deputado do PS
Incêndios rurais: prevenir é mesmo o melhor remédio
Miguel Freitas
Sec. de Estado das Florestas
Por um regresso seguro a casa
José Artur Neves
Sec. de Estado da Proteção Civil
DISCURSO DIRETO
Monumentos ao emigrante em Portugal
Daniel Bastos, Historiador
PORTUGAL
Defesa de nova visão sobre as comunidades portuguesas
José Luís Carneiro
PORTUGAL
Um eterno e constante devir....
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ