ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

imagem
Revista PORT.COM • 07-Out-2017
'Alegria e satisfação' da comunidade portuguesa na chegada da seleção a Andorra



A presença dos campeões da Europa é um momento especial para os milhares de portugueses que vivem no principado. O cônsul honorário de Portugal em Andorra, José Manuel Silva, antecipou uma vitória da seleção lusa no jogo de sábado, a contar para o apuramento para o Mundial 2018, e destacou a 'emoção' da comunidade portuguesa.

Foi num ambiente de autêntica euforia que a seleção nacional chegou a Andorra. Várias dezenas de adeptos, emigrantes portugueses no principado, esperaram ansiosamente e durante várias horas junto à pista do pequeno aeródromo de La Seu D’Urgel para ver os campeões da Europa. 

Na antecâmara de uma partida decisiva para a equipa das 'quinas', o representante português no principado andorrano assumiu que "tudo é possível" no futebol, mas reitera a confiança na capacidade da equipa campeã da Europa, comandada pelo selecionador Fernando Santos, e garantiu que o desafio já mexe com os cerca de 11 mil portugueses a residir no território.

"Espero, desejo e estou praticamente seguro [de uma vitória de Portugal]. Sabemos que a seleção andorrana não é uma seleção de primeiro nível e penso que não será um jogo muito difícil. Acredito muito na nossa seleção. Penso que vamos ganhar com muita tranquilidade", afirmou.

Em entrevista à Lusa, José Manuel Silva realçou a "alegria e satisfação" da comunidade portuguesa, que procura incessantemente um bilhete para assistir ao encontro. Apesar de estar em Andorra há já 32 anos, o cônsul honorário, que ocupa o cargo desde 2012, vinca a sua lealdade ao país de origem.

"Estamos a receber o atual campeão europeu e isso nota-se no ambiente. Em todos os sítios fala-se da nossa seleção. Somos 11 mil portugueses, é muito bom para a comunidade portuguesa. Já estou em Andorra há 32 anos, mas sou e serei sempre português e vou torcer pela minha seleção", admitiu.

Com a Catalunha e a influência do FC Barcelona muito próximas do principado, José Manuel Silva garantiu que Cristiano Ronaldo é olhado com admiração pela população, muito por culpa dos emigrantes portugueses e pela extensa falange de adeptos do Real Madrid, que prometem apoiar o capitão da seleção e anular possíveis assobiadelas.

"O Ronaldo vem representar a seleção nacional, não o Real Madrid. E aqui em Andorra também há muita gente do Real Madrid, não é tudo do FC Barcelona. Diria que o Ronaldo vai ser apoiado pelos portugueses e por tantas e tantas pessoas que são do Real Madrid aqui em Andorra", explicou.

O sentimento de emoção é partilhado por António Martins, presidente da Associação dos Empresários Portugueses em Andorra, que assegura que a modesta seleção andorrana, atual número 144 do 'ranking' da FIFA, tem noção das suas limitações antes do embate com o campeão da Europa.

"Todos os jogadores da seleção de Andorra são trabalhadores normais como nós e eles têm todos a ilusão de ganhar a Portugal. A cada dia que os encontramos eles dizem: Nós vamos ganhar. Mas eles não têm hipóteses e também sabem disso. Estão todos contentes por terem vindo o Ronaldo, o Quaresma e o Pepe", confessou.

Embora reconheça que as dimensões reduzidas do campo, cumprindo as "medidas mínimas da UEFA", possa afetar o desempenho de Portugal, António Martins afirmou que a goleada é o cenário mais esperado, tal como se verificou nos quatro encontros já realizados entre as duas seleções (vitórias por 4-0, 3-0, 7-1 e 6-0).

"Se Andorra, de facto, parasse Portugal seria notícia nos meios de comunicação de todo o mundo e uma alegria para eles. O próprio presidente da Federação de Futebol de Andorra é português [Victor Santos] e ainda ontem falei com ele, que me dizia: Estamos todos contentes, mas vamos ver quantos é que vamos levar", conclui.

Portugal, segundo classificado, com 21 pontos, visita este sábado (19H45) Andorra, quinta e penúltima classificada, com quatro, num jogo da nona jornada do grupo B de apuramento para o Campeonato do Mundo de futebol de 2018, agendado para o Estadi Nacional, em Andorra-a-Velha, que vai ser arbitrado pelo checo Miroslav Zelinka.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Emigração, Economia e Participação Política em Portugal
Daniel Bastos
Historiador
PSD recomenda ao Governo a criação de um Programa Especial de Apoio a Portugueses
José Cesário
Deputado do PSD
As relações económicas têm uma dimensão humana importante
Kirsty Hayes
Embaixadora do Reino Unido em Portugal
DISCURSO DIRETO
'O Estado abandonou o país rural'
Nádia Piazza
PORTUGAL
'Temos uma dívida de gratidão para com os nossos emigrantes'
José Maria Costa
PORTUGAL
José Redondo e a paixão pelo râguebi
José Redondo
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ