ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

imagem
Revista PORT.COM • 10-Out-2017
Portugueses na Suíça vivem com ‘emoção’ a final de acesso ao Mundial



Portugal e Suíça disputam hoje uma autêntica final no acesso direto ao Mundial de 2018 e a expectativa em torno do jogo cresce de dia para dia na extensa comunidade portuguesa em solo helvético.

Em entrevista à Lusa, José Inácio Sebastião, ex-conselheiro das comunidades portuguesas em Genebra e presidente da Associação Lusófona Cidadania Ativa, assume que "é uma pena que não possam ganhar os dois" e destaca a emoção em torno do jogo da décima jornada do grupo B de qualificação para o Campeonato do Mundo.

"O ambiente é de muita emoção, por duas razões: queremos que Portugal passe para a frente e gostaríamos que Portugal e Suíça se encontrassem numa final de um Mundial, mas não vai ser fácil", confessa, sem deixar de reconhecer que "Portugal está numa situação difícil" e que a confiança é enorme entre os suíços.

Aliás, para este representante da comunidade lusa na Suíça, os helvéticos dão o triunfo na partida de terça-feira como "um dado adquirido", apoiados na evolução que o seu futebol tem registado nos últimos anos.

"Os suíços estão muito confiantes que vão ganhar. É verdade que a Suíça está a fazer um excelente trabalho, tem ganho os jogos todos, venceu já Portugal no primeiro jogo. Para a pequena Suíça ganhar a Portugal é como ganhar uma final. Será um grande feito. Eles estão verdadeiramente confiantes de que vão passar com vitórias nos jogos todos", disse.

Questionado sobre as habituais provocações e brincadeiras entre adeptos das duas seleções na antecâmara de um jogo desta importância, José Inácio Sebastião conta que até a típica neutralidade helvética se desvanece perante o peso desta partida e a possibilidade de alcançar um pleno de vitórias que ainda só a Alemanha conseguiu nesta fase de apuramento.

"Os suíços são conhecidos por serem reservados, mas o futebol é um jogo de emoções. Há comentários e brincadeiras entre os portugueses e os suíços. Como nós temos 300 mil emigrantes aqui na Suíça, para os suíços poder ganhar à maior comunidade aqui é muito importante", frisa.

A história diz que a Suíça é um adversário muito complicado para Portugal, com a seleção lusa a vencer apenas seis dos 21 encontros disputados. Segundo o ex-conselheiro da comunidade portuguesa em Genebra, esse registo é apenas mais um alerta para as dificuldades que os campeões da Europa devem esperar do jogo de terça-feira.

"A Suíça não era um país de futebol, mas está a tornar-se um país de futebol. Eles sabem que Portugal tem grandes jogadores, mas a Suíça está a mostrar que consegue discutir os jogos com os melhores", finaliza.

Portugal, segundo classificado do Grupo B, com 24 pontos, menos três do que a Suíça, necessita de vencer a seleção helvética para conquistar o sétimo apuramento para fases finais de Mundiais, o quinto consecutivo. O jogo está marcado para esta terça-feira, às 19H45, no Estádio da Luz, e vai ser arbitrado pelo turco Cuneyt Çakir.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Um retrato dos cientistas portugueses no estrangeiro
Daniel Bastos
Historiador
Alargamento da Ação Cultural Externa às Comunidades Portuguesas
José Cesário
Deputado do PSD
Investimentos Brasil-Portugal
Fernando Pinho
Economista, palestrante e consultor financeiro
DISCURSO DIRETO
'Encontros são uma homenagem aos empresários da diáspora'
José Luís Carneiro
PORTUGAL
'O Estado abandonou o país rural'
Nádia Piazza
PORTUGAL
José Redondo e a paixão pelo râguebi
José Redondo
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ