ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Cristiano Ronaldo mantém condecorações de Portugal
Revista PORT.COM • 02-Fev-2019
Cristiano Ronaldo mantém condecorações de Portugal



O Presidente Marcelo ouviu o Conselho das Ordens e ‘decidiu’ que as condecorações ao internacional português são para manter.

Cristiano Ronaldo não vai perder nenhuma das condecorações que recebeu da República Portuguesa, avançou o semanário Expresso.

O presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, pediu ao Conselho das Ordens Honoríficas um parecer, depois de o jogador português ter sido condenado em Espanha por fraude fiscal, a 23 meses de prisão com pena suspensa e uma multa de 18,8 milhões de euros. Além disso, o futebolista madeirense pagou 360 mil euros para ficar com o cadastro limpo e sem qualquer referência criminal associada ao seu nome.

Segundo uma nota da Presidência da República enviada à agência Lusa, «o Conselho das Ordens Honoríficas concluiu que 'a situação relativa a Cristiano Ronaldo não configura o enquadramento previsto no n.º 1 do artigo 55º da Lei 5/2011, de 2 de março', ou seja, que não justifica abertura de processo».

O artigo em causa refere que «sempre que haja conhecimento da violação dos deveres enunciados (no artigo anterior), deve ser instaurado processo disciplinar». E esses deveres são o de defender e prestigiar Portugal em todas as circunstâncias; o de regular o seu procedimento público e privado pelos ditames da virtude e da honra; dignificar a sua Ordem por todos os meios e em todas as circunstâncias; e o de não prejudicar, de modo algum, os interesses de Portugal.

Cristiano Ronaldo, 33 anos, natural da Madeira e atualmente a jogar na Juventus, em Itália, foi condecorado em 2004 como Oficial da Ordem do Infante D. Henrique, em 2014 como Grande Oficial da mesma ordem e em 2016 com a Grã-Cruz da Ordem de Mérito.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Portugal hoje, um país que incentiva ao regresso
Paulo Pisco
Deputado do PS eleito pelos portugueses na Europa
De olhos postos em África com uma estratégia de futuro
Peter Dawson
Presidente do grupo Garland
Não há tempo para se perder tempo!
Vítor Ramalho
Secretário-Geral da UCCLA
DISCURSO DIRETO
O português que ajudou a 'erguer' as memórias do World Trade Center
Luís Mendes, arquiteto
ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA
«Mobilidade no espaço da lusofonia é um dos maiores desafios»
Teresa Ribeiro, SENEC
PORTUGAL
The last man on the moon
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ