ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

«EDP Meia Maratona de Lisboa» com inscrições esgotadas
Revista PORT.COM • 04-Mar-2020
«EDP Meia Maratona de Lisboa» com inscrições esgotadas



A mais de 2 meses do dia de realização da prova, a EDP Meia Maratona esgotou com 16500 inscritos.

A “renovada mini”, agora com 10Km cronometrados, designada “Vodafone 10K” decorre no mesmo dia da Meia Maratona, entre a Ponte 25 de Abril e o Mosteiro dos Jerónimos e ESGOTOU ontem também com 13.300 inscritos.

Confirmam-se assim 35.000 participantes durante o fim de semana de 21 e 22 de Março, que contempla para além da “EDP Meia Maratona de Lisboa” e da “Vodafone 10K”, a “Luso 7k”, “Mimosa Passeio da Família” (prova para toda a família) e a “EDP Mini Campeões” (dedicada a crianças dos 6 aos 16 anos).

Para além do recorde de participação de corredores estrangeiros (9000), a EDP Meia Maratona de Lisboa procura o recorde do mundo da distância, em femininos, para Lisboa!

A nata do meio-fundo mundial volta a reunir-se em Lisboa, e as atletas voltam a habilitar-se ao BONUS de EUR 100.000,00 disponível para quem bater o recorde do mundo, para Lisboa.

Elite Estrangeira

A 30ª edição da EDP MEIA MARATONA DE LISBOA apresenta um dos seus melhores lotes de atletas de elite de sempre! São vários os nomes conhecidos dos mais variados pódios das grandes competições internacionais (campeões mundiais e olímpicos) e das maiores maratonas mundiais, mas há um nome que faz parte da história da meia maratona que fazia todo o sentido competir em Lisboa neste número tão especial: o ex-recordista mundial de meia-maratona, o eritreu Zersenay Tadese.

Tendo conseguido esse recorde mundial (58.23) precisamente nesta competição, Tadese é um dos maiores corredores de estrada de sempre, com cinco títulos mundiais de meia maratona e três triunfos na EDP Meia Maratona de Lisboa.

Num total de 20 atletas com recordes pessoais abaixo de 61 minutos, três deles abaixo de 59 minutos, este conjunto integra ainda o segundo classificado na meia maratona de 2015, o queniano Micah Kogo, o eritreu Yohanes Ghebergergis, segundo na meia de Lisboa de 2018.

A competição sempre integrou alguns jovens promissores e este ano não foge à regra, com as presenças de Rodgers Kwemoi (Quénia) campeão mundial sub20 de 10000 metros em 2016, e o campeão mundial sub20 de corta-mato o etíope Milkesa Mengesah Tolosa (ETH).

Em femininos, surge o cartaz mais mediático com duas das três medalhadas na maratona dos Campeonatos Mundiais de Doha’2019, a campeã Ruth Chepnegetich (Quénia), também vencedora da maratona do Dubai (2019) e meia maratona de Istambul (2019), quarta classificada em Lisboa em 2017, e Rose Chelimo (Bahrain), vice-campeã mundial de maratona em Doha’2019, vencedora da meia maratona de Lisboa em 2015, campeã mundial de maratona em 2017.

Mas não se fica por aqui, pois conta ainda com a etíope Dera Dida Yami, medalha de prata no Mundial de corta-mato do ano passado, liderando um conjunto de 12 mulheres com recordes pessoais abaixo de 69 minutos.

Portugueses

Entre os homens, destaque para Hermano Ferreira, e Samuel Barata e do  lado feminino destacam-se as confirmações de Dulce Félix e Catarina Ribeiro.

A Elite parte de Algés (duas partidas separadas)

Tal como já vem sendo hábito, a PARTIDA para a “elite” (campeões do mundo, campeões olímpicos e alguns dos melhores portugueses) estará instalada em Algés, para que não exista desnível entre a partida e chegada e assim o recorde possa ser homologado pela IAAF. A elite feminina partirá 15 minutos antes da prova masculina.

Gold Road Race

A “EDP Meia Maratona de Lisboa” - travessia da Ponte 25 de Abril renovou em 2019 o título “Gold Road Race”, atribuído pela World Athletics.

100 mil euros para eventual recorde do mundo (fem.)

Mais uma vez alguns dos melhores atletas da actualidade disputam em Lisboa um BONUS de EUR 100.000,00 destinado ao recorde do mundo feminino nesta distância.

Participações especiais e Cobertura Internacional 

A Meia Maratona de Lisboa - travessia da Ponte 25 de Abril – tem contado ao longo dos anos com as prestigiantes presenças de inúmeras figuras públicas do espectro político, social, desportivo, cultural e artístico.

A edição deste ano será, mais uma vez, transmitida em directo pela RTP, pela RTP Internacional (para milhões de pessoas em todo o mundo) e pela RTP África para os PALOPS: Angola, Moçambique, Cabo Verde, Guiné-Bissau e St. Tomé e Príncipe - comunidade com mais de 200 milhões de pessoas


Etiquetas
Partilhar

NOTÍCIAS RELACIONADAS
OPINIÃO
Os efeitos do medo do coronavírus...
Daniel Bastos
Historiador
Novo Coronavírus provoca epidemia com desfecho imprevisível
Alfredo Martins
Internista e Coordenador do NEDResp
InPortugal 2020 Paris quer desenvolver nova rede de embaixadores
Ricardo Simões
Diretor do InPortugal
DISCURSO DIRETO
A Fundação ISS e o apoio na África Lusófona
Eulalia Devesa, Diretora da Fundação ISS Mais Um Sorriso
PORTUGAL
«Cada vez faz menos sentido falar de emigração»
José Cesário, Deputado do PSD
PORTUGAL
O Projeto de Mobilidade na CPLP
Augusto Santos Silva, Ministro dos Negócios estrangeiros
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ