Agosto 10, 2022

Revista PORT.COM

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que você deseja saber mais sobre no Revistaport

Portugal EU Trend – Portugal News

De acordo com o ECO, as emissões de dióxido de carbono (CO2) de combustíveis fósseis na União Europeia (UE) aumentaram 6,3% em 2021, quando a UE suspendeu gradualmente a desregulamentação. Portugal e Finlândia não são os únicos países a seguir esta tendência, com as emissões de CO2 a descerem -5,5% e 1,5% respetivamente.

De acordo com estimativas do Eurostat, as emissões de CO2 cresceram em quase todos os estados membros da UE até 2021, com os maiores aumentos na Bulgária (18%), seguido pela Estônia (13,1%) e Eslováquia (11,4%). Itália, Polónia, Espanha e Roménia também registaram emissões superiores à média europeia.

Até 2021, o aumento das emissões de CO2 deveu-se principalmente ao aumento da utilização de combustíveis fósseis sólidos (que contribuíram para um aumento superior a 50%). Os combustíveis fósseis líquidos respondem por mais de 29% do aumento, enquanto 21% podem ser devidos ao gás natural. A redução do uso de carvão vegetal atenuou ligeiramente o aumento das emissões.

Dados do Escritório Europeu de Estatísticas mostram que as emissões de CO2 do uso de energia, como petróleo e derivados, gás natural, carvão e carvão são um dos principais contribuintes para o aquecimento global e representam 75% de todos os gases de efeito estufa (GEE) produzidos pelo homem. ) Emissões na UE. As condições climáticas (por exemplo, invernos frios ou longos ou verões quentes), crescimento econômico, população, transporte e atividade industrial são alguns dos fatores que afetam as emissões.

O Eurostat explica que as emissões de CO2 dos combustíveis fósseis são geradas no país onde os combustíveis são queimados para geração de energia, transporte e produção de aço, resultando em importações e exportações de produtos energéticos sendo afetadas. Por exemplo, a importação de carvão para geração de energia leva ao aumento das emissões no país importador. Em contraste, as importações de eletricidade não afetam as emissões do país importador porque são reportadas no país exportador onde a eletricidade é produzida.

READ  Actant de Portugal abre serviços e ofertas à medida dos horários dos convidados