ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Desafios da comunidade luso-americana
Revista PORT.COM • 06-Jan-2019
Desafios da comunidade luso-americana



Isabelle Coelho Marques, presidente da NYPALC e conselheira da Diáspora Portuguesa, falou com a PORT.COM sobre os desafios da comunidade luso-americana.

A comunidade luso-americana é uma comunidade com uma integração muito boa nos Estados Unidos. No entanto, enfrenta alguns desafios que passam por uma melhor organização e estruturação, para que possamos parar de ser apenas vistos como pequenas organizações individuais a trabalharem sozinhas e passarmos a formalizar coligações e genuínas parcerias, a nível estadual, que possam levar a uma melhor representação da nossa comunidade e, assim, avançar com as nossas causas nos Estados onde temos elevada presença.

É importante que assim seja para que os eleitos vejam a nossa comunidade como parte interessada e parceira. Um bom exemplo disso tem sido o trabalho da New York Portuguese American Leadership Conference (NYPALC), ao reunir as organizações luso-americanas de Nova Iorque para trabalharem juntas e, assim, fortalecer a nossa presença como comunidade coesa aos olhos dos eleitos.

A necessidade de os luso-americanos investirem e apoiarem mais os lusodescendentes que querem concorrer a cargo políticos e, assim, ter a nossa comunidade visível e beneficiar de maior impacto no governo local e na tomada de decisões, é um outro desafio com qual nos deparamos.

Outro desafio que temos pela frente é preparar a geração mais jovem para a experiência de liderança por meio de uma linha de sucessão de novos talentos e novos mecanismos de atuação, bem como formação de associativismo e programas de mentorship virados para o futuro, para que possamos garantir a continuidade e o fortalecimento da nossa presença.

Agora que a língua portuguesa foi reconhecida pelo Departamento de Estado como uma língua crítica, o desafio encontra-se em estabelecer e assegurar um plano de longo prazo que mobilize tanto as estruturas existentes (embaixada, consulados, coordenação de ensino e as grandes organizações com capacidade de liderança nas comunidades) bem como formas de garantir o apoio necessário para, não só desenvolver o trabalho, como delinear esforços junto dos departamentos de educação através dos Estados onde há uma forte presença luso-americana, para que protocolos e programas possam ser desenvolvidos em liceus públicos, bem como todo o processo de garantir professores da língua portuguesa nos EUA.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Significado das próximas eleições para a Assembleia da República
Paulo Pisco
Deputado do PS
Incêndios rurais: prevenir é mesmo o melhor remédio
Miguel Freitas
Sec. de Estado das Florestas
Por um regresso seguro a casa
José Artur Neves
Sec. de Estado da Proteção Civil
DISCURSO DIRETO
Monumentos ao emigrante em Portugal
Daniel Bastos, Historiador
PORTUGAL
Defesa de nova visão sobre as comunidades portuguesas
José Luís Carneiro
PORTUGAL
Um eterno e constante devir....
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ