ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Música portuguesa vai estar em destaque em festival francês
Revista PORT.COM • 23-Mai-2017
Música portuguesa vai estar em destaque em festival francês



O festival Nuits Sonores decorre até domingo em Lyon, França. Do cartaz fazem parte bandas e artistas como os franceses Air, a russa Nina Kraviz, o sueco The Field e o inglês Jon Hopkins.

O festival Nuits Sonores, que decorre a partir de hoje em Lyon, França, dedica três dias da sua programação à música portuguesa e inclui ainda ateliês de artistas portugueses e um debate sobre as indústrias criativas de Lisboa.

Este ano a organização do festival decidiu dar 'Carte Blanche à Lisbonne' [Carta Branca a Lisboa], por considerar que "a cena musical de Lisboa é um símbolo de abertura e a generosidade dos músicos uma bela lição de esperança", lê-se no 'site' da iniciativa.

No primeiro dia de 'Carta Branca a Lisboa', na quinta-feira, atuam Bispo, Jibóia, Rocky Marsiano & Meu Kamba Sound e Marfox (DJ set).

Para o segundo dia, sexta-feira, estão marcadas as atuações de The Mighty Sands, Keep Razors Sharp, Niagara e Rastronaut (DJ Set). No último dia, sábado, atuam Lovers & Lollypops (DJ Set), Pega Monstro, The Legendary Tigerman, De los Miedos (DJ Set) e Black (DJ Set).

No entanto, os músicos não são os únicos portugueses em destaque na 15.ª edição do festival.

Os artistas Bordalo II e Maria Imaginário fazem parte da secção "Mini Sonore" do festival, dedicada às crianças, cujas atividades decorrem entre quinta-feira e domingo. Os artistas portugueses são responsáveis por dois dos quatro ateliês da programação da "Mini Sonore".

Esta secção do festival inclui também concertos e festas, que serão da responsabilidade de artistas, bandas e DJ portugueses. Na quinta-feira atuam, Jibóia e DJ Marfox, na sexta-feira, Keep Razors Sharp e De Los Miedos, e, no sábado, Mighty Sands e Lovers & Lollypops.

As atividades da "Mini Sonore" são de acesso gratuito para crianças com idades entre os quatro e os 12 anos.

Além disso, da programação do festival faz ainda parte o debate "Breathing life into Lisbon (Case study)" [Dar vida a Lisboa (Estudo de caso)], no qual participam a secretária de Estado Adjunta e da Modernização Administrativa, Graça Fonseca, o presidente executivo da incubadora de empresas Startup Lisboa, Miguel Fontes, e a responsável pelo espaço Village Underground Lisboa, Mariana Duarte Silva.

Na apresentação do debate, marcado para quinta-feira, recorda-se que "em 2011, com Portugal em plena crise económica, o então presidente da Câmara de Lisboa, António Costa, identificou as indústrias criativas como meio para impulsionar a regeneração da cidade" e que "devagar, mas segura, a cidade voltou a erguer-se".

"Poderá esta ser a nova Berlim?", questiona-se.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
A Santa Casa da Misericórdia de Paris
Daniel Bastos
Historiador
Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades
José Cesário
Deputado
Ser português fora é ter Portugal dentro
Isabelle Coelho-Marques
Presidente da NYPALC
DISCURSO DIRETO
Portugal Maior
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
«Português é uma língua com valor universal»
Luís Faro Ramos, presidente do Instituto Camões
PORTUGAL
«A China está pronta para nos acolher»
José Augusto Duarte, Embaixador de Portugal na China
CHINA
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ