Agosto 12, 2022

Revista PORT.COM

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que você deseja saber mais sobre no Revistaport

Campeão da MotoAmérica Jacques Gagne junta-se ao Portugal WSBK como wild card

O piloto de 29 anos, que pilotará uma Yamaha R1 construída pela equipe Attack Performance com suporte técnico da Yamaha Europa, é o segundo piloto a fazer uma aparição especial com o fabricante japonês este ano, após o vencedor do título britânico de Superbike Darren McKenzie fora de viagem. Em Donington no mês passado.

Gagne competiu pela última vez no WSBK entre 2018-19 pelo pacote não competitivo da Ten Cat Honda, terminando em nono em sua segunda temporada em Laguna Seca.

“Estou muito entusiasmado com a oportunidade de alinhar no palco do World Superbike”, disse o piloto americano.

“Portimão é uma música muito bonita; Muito bom estar de volta e ansioso pelo desafio. Eu não poderia pedir uma equipe e uma moto melhores, então vamos fazer o nosso melhor e aproveitar o processo!”

Jacques Gagne, Honda WSBK Team

Foto: Ouro e Pato / Filmes de automobilismo

Gagne venceu todas, exceto duas corridas na MotoAmerica no ano passado, um título dominante com a equipe Attack Performance, batendo o rival Matthew Schultz por quase 100 pontos após 18 corridas em nove rodadas.

Ele está atualmente travado em uma batalha pelo título com a HSBK Ducati de Danilo Petrucci, ex-piloto de MotoGP, para defender sua coroa, atrás do italiano por 13 pontos a três voltas do final.

Seu retorno ao WSBK é a equipe Attack Performance, que teve passeios de wild card com Josh Herrin e James Douglas Beach em 2018 e ’19, respectivamente.

Comentando a sua decisão de voltar ao paddock do WSBK em Portugal na ausência do circuito dos EUA, o gerente da equipe Richard Stanpoli disse: “Jake e a equipe estão muito animados por serem convidados para a corrida de SBK em Portimão.

READ  O hat-trick de Ronaldo coloca Portugal na liderança do Grupo A.

“O nosso plano é terminar o MotoAmerica Superbike Championship em Barbour e enviar as nossas motos para Portugal.

“Claro que vai ser um desafio, mas quando fizemos um wildcard no passado, seja no Mundial de Superbike ou MotoGP, aprendemos muito e melhorámos como equipa. Felizmente, o Jake tem experiência no World Superbike em Portimão e teremos alguma ajuda técnica dos nossos parceiros da Yamaha Europe.

“Gostaria de agradecer à Pirelli pela ajuda e suporte técnico que estão trazendo para este empreendimento. Nosso objetivo é fazer um bom show e deixar os fãs orgulhosos”, disse ele.