Outubro 3, 2022

Revista PORT.COM

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que você deseja saber mais sobre no Revistaport

Doze empresas concorrem no leilão de parque solar flutuante de Portugal

O ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, disse hoje ao Jornal de Negócios que foram recebidas 12 propostas no leilão para instalação e exploração de centrais fotovoltaicas em sete barragens em Portugal.

O prazo para inscrições é quarta-feira, 23 de maio, e o prazo para propostas é 29 de janeiro.

De acordo com o calendário enviado à Lusa, o leilão decorrerá no dia 4 de abril.

O governo vai licitar a exploração de 263 megawatts (megawatts) de energia solar de sete barragens, 100 das quais em Alkeva, o “maior projeto solar flutuante do mundo”, segundo o secretário de Relações Exteriores da Energia, João Calamba.

De acordo com o despacho emitido, os 50 MW de Castello de Bode serão leiloados na área Hidrográfica de Docs; Gabriel 33 MW; 42 MW em Alto Rabago no norte, 17 MW em Wheeler-Tapuaco, 13 MW em Bardella e 8 MW em Salamande.

Meadows Fernandez também esclareceu que o título de domínio do leilão é de “30 anos” e, portanto, “a produção levará 30 anos”, embora o contrato do leilão seja de “15 anos”.

“Quem licitar, por 15 [years] Produz energia elétrica nas condições resultantes do leilão. Então eles têm mais 15 anos para produzir sob regra normal de mercado”, disse.

Lucas

READ  Portugal vai estender subsídio para ajudar os pobres na inflação dos alimentos