Maio 23, 2022

Revista PORT.COM

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que você deseja saber mais sobre no Revistaport

Doze empresas concorrem no leilão de parque solar flutuante de Portugal

O ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, disse hoje ao Jornal de Negócios que foram recebidas 12 propostas no leilão para instalação e exploração de centrais fotovoltaicas em sete barragens em Portugal.

O prazo para inscrições é quarta-feira, 23 de maio, e o prazo para propostas é 29 de janeiro.

De acordo com o calendário enviado à Lusa, o leilão decorrerá no dia 4 de abril.

O governo vai licitar a exploração de 263 megawatts (megawatts) de energia solar de sete barragens, 100 das quais em Alkeva, o “maior projeto solar flutuante do mundo”, segundo o secretário de Relações Exteriores da Energia, João Calamba.

De acordo com o despacho emitido, os 50 MW de Castello de Bode serão leiloados na área Hidrográfica de Docs; Gabriel 33 MW; 42 MW em Alto Rabago no norte, 17 MW em Wheeler-Tapuaco, 13 MW em Bardella e 8 MW em Salamande.

Meadows Fernandez também esclareceu que o título de domínio do leilão é de “30 anos” e, portanto, “a produção levará 30 anos”, embora o contrato do leilão seja de “15 anos”.

“Quem licitar, por 15 [years] Produz energia elétrica nas condições resultantes do leilão. Então eles têm mais 15 anos para produzir sob regra normal de mercado”, disse.

Lucas

READ  Alcarve foi severamente afetado pela epidemia