Fevereiro 25, 2024

Revista PORT.COM

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que você deseja saber mais sobre no Revistaport

Expectativa de vida pode crescer 80% com avanço antienvelhecimento

Expectativa de vida pode crescer 80% com avanço antienvelhecimento

saúde

28 de abril de 2023 | 20h07

Você quer ser jovem para sempre?

Um estudo avançado pode mostrar como.

Pesquisadores da Universidade da Califórnia em San Diego realizaram um estudo para reprogramar o processo de envelhecimento celular.

O estudo concluiu que eles foram capazes de aumentar a vida útil das células de levedura em 82% – e afirmou que o mesmo poderia ser feito com células humanas.

O estudo foi publicado em Revista científica arbitrada Quinta-feira.

Células de levedura são microorganismos unicelulares que passam por um processo de envelhecimento semelhante ao que ocorre nas células humanas – e embora o último seja mais complexo, os especialistas estão otimistas sobre o potencial de transferência da ciência.

As células de levedura contêm um interruptor transcricional que lhes permite morrer de duas maneiras: degradação nuclear (a fragmentação das propriedades de produção de proteínas da célula) ou decadência mitocondrial (o declínio da produção de energia da célula).

Os cientistas acreditam que o processo concluído em células de levedura unicelulares será válido para células humanas mais complexas.
Getty Images/iStockphoto

Esses caminhos naturalmente param um no outro. Acontece que o outro é eliminado.

No entanto, os pesquisadores foram capazes de religar o interruptor de transcrição em um loop de feedback negativo, fazendo com que as células de levedura oscilassem entre os dois estados de senescência – aumentando sua vida útil em 82%.

“Nosso trabalho representa uma prova de conceito, demonstrando a aplicação bem-sucedida da biologia sintética para reprogramar o processo de envelhecimento celular e pode lançar as bases para projetar circuitos de genes sintéticos para promover efetivamente a longevidade em organismos mais complexos”, escreveram os pesquisadores.

READ  O pouso na Lua na Índia valida os modelos da SpaceX e do Rocket Lab

O autor sênior Nan Hao, Ph.D., do Departamento de Biologia Molecular da Faculdade de Ciências Biológicas e também co-diretor do Instituto de Biologia Sintética da UC San Diego, explicou a importância das descobertas, observando que elas eram ” os primeiros princípios da biologia sintética e da engenharia dirigida computacionalmente foram usados ​​para recriar circuitos genéticos de design racional e reprogramar o processo de envelhecimento para promover efetivamente a longevidade.”

“Nossos resultados demonstram uma ligação entre a estrutura da rede genética e a longevidade celular que pode levar a circuitos epigenéticos racionalmente projetados que retardam o envelhecimento”, disse ele. De acordo com o Genetic Engineering and Biotechnology News.

Os pesquisadores religaram o interruptor transcricional das células para retardar o processo de envelhecimento no mais recente desenvolvimento da ciência da longevidade.
Getty Images/iStockphoto

O envelhecimento celular é um processo biológico fundamental e um fator primário de muitas doenças.

Esta pesquisa está alinhada com o crescente movimento de cientistas que acreditam que o envelhecimento pode ser tratado e administrado como uma doença.

Embora a indústria antienvelhecimento sempre tenha um mercado, os especialistas estão cada vez mais se aprofundando na ciência da longevidade.

Celebridades e tendências de bem-estar estão fazendo o mesmo, concentrando-se em movimentos como biohacking e tratamentos, incluindo crioterapia.


Carregue mais…




https://nypost.com/2023/04/28/life-expectancy-could-grow-80-with-anti-aging-breakthrough/?utm_source=url_sitebuttons&utm_medium=site%20buttons&utm_campaign=site%20buttons

Copie o URL de compartilhamento