Agosto 10, 2022

Revista PORT.COM

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que você deseja saber mais sobre no Revistaport

Explore as “Montanhas Mágicas” de Portugal

Aroca, Castelo de Paiva, Castro Daire, Cinfães, São Pedro do Sul, Sever do Vouga e Vale de Cambra vão abrir no dia 1 de julho um percurso pedestre por quatro colinas e seis rios.

A nova Grande Rota das Montanhas Mágicas de 280 km, abrangendo as zonas norte e centro do país, é desenhada pela Associação Adrimac para o Desenvolvimento Regional Integrado das Serras de Montemuro, Arata e Kralhera. Inclui Federação Portuguesa de Ciclismo, Federação de Campismo e Caminhadas de Portugal, Turismo do Porto e Norte e Turismo do Centro.

Para quem ama a natureza

JoRo Carlos Pinto, presidente da ADRIMAG, diz que a órbita está “pensada para os entusiastas do turismo de natureza e aventura” e acredita que se deve à qualidade da paisagem, à diversidade do património e à estrutura do percurso. , O novo produto turístico se tornará em breve uma “referência nacional e internacional” entre os entusiastas do mountain bike e caminhadas.

A Grande Trilha das Montanhas Mágicas é uma extensão das serras Frieda, Arata, Arrestel e Montemuro, bem como os vales dos rios Turo, Wuca, Paiva, Pestonza, Khaimah e Dixiera, que atravessam cursos de água e afloramentos rochosos. Mais quatro zonas estão classificadas como Rede Natura 2000.

Estas últimas quatro áreas, que abrigam animais selvagens ameaçados de extinção e estão sob proteção especial, cobrem mais de 50% da área total da terra, incluindo o Aruka Geopark, Patrimônio Mundial da UNESCO.

João Carlos Pinho menciona alguns pontos de particular interesse desta forma: 10 aldeias classificadas como “Aldeia de Portugal”; Estruturas em rochas anteriormente inacessíveis, como calçadas pavimentadas; Muitos solares, solares, santuários e cemitérios; Ruínas de complexos mineiros como Bruxelas e Sauce; Termas de Chao Pedro do Sul e Carvalhois; Muitos museus, oficinas de artesanato e centros de apresentação; E as florestas são paradas por geócitos, cachoeiras, lagos e reservatórios.

READ  A banda afegã encontra esperança em Portugal quando a música morre na pátria

Com uma diferença de 53,7 e 1.209 metros, o GR60 percorreu um total de 96,4 quilômetros de subida e 108,9 de descidas – 280 quilômetros de bicicleta na pista completa e 275 a pé.