Fevereiro 24, 2024

Revista PORT.COM

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que você deseja saber mais sobre no Revistaport

Governo português aprova programa de apoio à habitação – EURACTIV.com

Governo português aprova programa de apoio à habitação – EURACTIV.com

O primeiro-ministro Antonio Costa anunciou quinta-feira que o gabinete de Portugal provavelmente renovará os subsídios às taxas de juros para empréstimos à habitação que permanecerão em vigor até o final do ano.

costa declarado A medida foi tomada em conferência de imprensa na sequência de uma reunião do gabinete em Lisboa.

Costa disse que a bonificação de juros cobre as famílias com rendimentos até ao sexto rendimento de IRS e uma taxa de esforço de 35%, que inclui empréstimos para aquisição de habitação própria permanente, construção ou emprego.

Abrange créditos até ao máximo de 250.000€, com um limite máximo de 720€ por ano (60€ por mês) a partir de janeiro deste ano.

Acrescentou que a medida vai variar em função dos rendimentos das famílias e “vai vigorar até ao final do ano, podendo ser renovada caso as taxas de juro não baixem até lá”.

As famílias com rendimentos do 4.º escalão de IRS terão um apoio de 75% e as famílias do 5.º e 6.º escalão terão um apoio de 50%. Esta percentagem tem em conta a diferença entre a taxa Euribor contratada e a taxa em vigor.

O Primeiro-Ministro explicou que “este apoio existe sempre que se verifique uma valorização superior a 3% face ao valor do índice à data da assinatura do acordo”, sendo que o apoio (50% ou 75% consoante o caso ) deve ser usado para essa diferença.

Segundo os exemplos dados por Costa, uma família do 3.º escalão de IRS, com crédito à habitação a Euribor a 0,25 e atualmente a 3,7, receberia um apoio mensal de 61€.

Acrescentou que uma família do sexto escalão de rendimentos contratou a Euribor a taxa zero e está agora nos 4,5, quando o apoio seria de 88 euros por mês.

READ  Após a vitória eleitoral, o primeiro-ministro de Portugal está infetado com o vírus

Segundo o primeiro-ministro, a medida abrange empréstimos que foram “contraídos até ontem [15 March]”.

Consulta pública da área do ‘Mais Habitação’ a ​​13 de março oferece apoio a inquilinos e a quem tem crédito à habitação.

A 24 de março encerra-se a consulta pública sobre o resto do plano (que inclui as medidas a enviar pelo Governo ao Parlamento).

O pacote de medidas globais foi aprovado pelo Gabinete em 16 de fevereiro e enviado para consulta pública em 20 de fevereiro.

As atividades do projeto ‘Mais Habitação’ vão custar cerca de 900 milhões de euros, que serão retirados do Orçamento do Estado, informou o governo. (Denise Fernandes/Lusa.pt)