Maio 25, 2022

Revista PORT.COM

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que você deseja saber mais sobre no Revistaport

Iberdrola desenvolve bateria giga em Portugal

Nos últimos dias, em colaboração com a administração portuguesa, a Iberdrola sincronizou a primeira turbina de 220 MW da central hidroelétrica de Gouvães, entregando pela primeira vez energia limpa à rede.

O complexo do Tâmega é uma das maiores instalações de armazenamento de energia da Europa com um investimento superior a 1,5 mil milhões de euros. É composto por três albufeiras (Gouvães, Daivões e Alto Tâmega) e três centrais hidroeléctricas com capacidade de 1,58 MW no rio Tâmega, afluente do Douro.

Após oito anos de obras, as usinas de Gouvães e Daivões já estão concluídas e todas as unidades geradoras estão em fase de testes de comissionamento.

A Tmega terá capacidade para produzir 1766 GWh/a, o suficiente para satisfazer as necessidades energéticas dos municípios vizinhos e das cidades de Braga e Guimarães (440 mil lares). Quando as fábricas de Gouvães e Daivões estiverem em pleno funcionamento em meados deste ano, a grande bateria do Tâmega giga terá capacidade de armazenamento suficiente para abastecer 2 milhões de lares portugueses durante um dia inteiro, e contribuirá para os objectivos de descarbonização e independência energética fixados pela governo português. Em 2024, com a entrada em funcionamento do Alto Tâmega, a instalação estará totalmente concluída.

Além disso, essa infraestrutura deslocará 1,2 milhão de t de CO2 emissões por ano e diversificar as fontes de geração de eletricidade, reduzindo a dependência de combustíveis fósseis.

Geração de empregos e desenvolvimento econômico na região

O desenvolvimento desta bateria gigante está impulsionando a atividade econômica e o emprego na região. Ao longo da fase de construção, foram gerados 3.500 empregos diretos e 10.000 indiretos, sendo 20% em municípios vizinhos. O projeto é abastecido por mais de 100 empresas, 75 das quais portuguesas.

READ  5 Fatores que tornaram a Fórmula 1 tão popular

Este grande projeto de energia limpa destaca ainda mais o compromisso da Iberdrola com um modelo de energia sustentável, que começou há duas décadas. O complexo do Tâmega tem sido facilitado pelo ambiente regulatório e macroeconómico estável criado pelo governo português.

Apesar dos desafios pandêmicos e econômicos, as equipes de engenharia e construção da Iberdrola, apoiadas por fornecedores, empreiteiros e governo, continuaram trabalhando incansavelmente para incorporar novas capacidades renováveis ​​à rede.

Tecnologia bombeada

A bateria do Tâmega giga vai adicionar 880 MW de capacidade de armazenamento bombeado ao sistema elétrico português, um aumento de 30% na capacidade de armazenamento disponível no país hoje.

Turbinas reversíveis e usinas reversíveis fortalecem o sistema elétrico. A energia é armazenada bombeando água de um reservatório mais baixo para um mais alto em momentos de baixa demanda na rede elétrica. Quando há alta demanda por eletricidade, o complexo pode liberar essa água armazenada e produzir grandes volumes de eletricidade rapidamente. Tudo isso ocorre sem emissões poluentes para a atmosfera.

Como alternativa a outras fontes de energia renováveis, como a eólica ou a solar fotovoltaica, esta tecnologia hidroelétrica confere estabilidade às redes e tem um papel fundamental a desempenhar na transição energética que levará à descarbonização da economia.

Para mais notícias e artigos técnicos da indústria global de energias renováveis, leia a última edição da revista Energy Global.

Edição de inverno 2021 da Energy Global

A edição de inverno da Energy Global apresenta um espectro variado de artigos técnicos detalhados detalhando projetos recentes, projeções futuras e avanços tecnológicos no setor de energias renováveis, de empresas como NOV, Shell Naturelle, Penspen, Future Market Insights e muito mais.

READ  Sérvia chocou Portugal com Espanha e Croácia na Copa do Mundo

Leia o artigo online em: https://www.energyglobal.com/energy-storage/28012022/iberdrola-develops-giga-battery-in-portugal/