Dezembro 3, 2022

Revista PORT.COM

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que você deseja saber mais sobre no Revistaport

Irã responderá “proporcionalmente” ao rebaixamento das relações da Ucrânia

Irã responderá "proporcionalmente" ao rebaixamento das relações da Ucrânia

Registre-se agora para obter acesso ilimitado e gratuito ao Reuters.com

24 de setembro (Reuters) – O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do Irã disse neste sábado que o Irã está planejando “ação relativa” em resposta à decisão da Ucrânia de rebaixar os laços diplomáticos sobre o suposto fornecimento de drones iranianos à Rússia.

Nasser al-Kinani disse em comunicado ao ministério que a Ucrânia deveria “abster-se de ser influenciada por terceiros que procuram destruir as relações entre os dois países”.

A Ucrânia disse na sexta-feira que retiraria o credenciamento do embaixador iraniano e reduziria drasticamente o número de funcionários diplomáticos na embaixada iraniana em Kyiv devido à decisão de Teerã de fornecer drones às forças russas, em um movimento que o presidente Volodymyr Zelensky chamou de “cooperação com o mal”.

Registre-se agora para obter acesso ilimitado e gratuito ao Reuters.com

Al-Kinani disse que a decisão da Ucrânia “foi baseada em relatórios não confirmados e foi causada por um frenesi da mídia por partidos estrangeiros”.

Ele não se referiu diretamente aos drones. O Irã já havia negado fornecer drones à Rússia, mas o diário linha-dura Kayhan disse no sábado que “centenas de drones armados” foram vendidos.

“Há algum tempo, os drones iranianos realizam operações nos céus da Ucrânia contra a Otan”, disse o jornal, cujo chefe foi nomeado pelo líder supremo iraniano, aiatolá Ali Khamenei.

Autoridades militares no sul da Ucrânia disseram no sábado que derrubaram pelo menos sete drones iranianos, incluindo seis aeronaves Shahed-136 “Kamikaze” sobre o mar perto dos portos de Odessa e Bivdnyi na sexta-feira.

O Comando Militar do Sul disse que isso inclui – pela primeira vez na Ucrânia – o Muhajir-6, um drone iraniano maior.

READ  Turquia diz que portos ucranianos serão reabertos sob acordo a ser assinado sexta-feira

O conselheiro presidencial da Ucrânia, Mikhailo Podolak, disse em um tuíte em inglês no sábado que o Irã apoia a Rússia “fornecendo drones modernos a (um) país subdesenvolvido para matar ucranianos”.

Registre-se agora para obter acesso ilimitado e gratuito ao Reuters.com

Cobertura da redação em Dubai e Pavel Polityuk em Kyiv; Escrito por Dominic Evans; Edição por Frances Kerry e Peter Graf

Nossos critérios: Princípios de Confiança da Thomson Reuters.