Abril 22, 2024

Revista PORT.COM

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que você deseja saber mais sobre no Revistaport

Limehome expande-se em Portugal

Limehome expande-se em Portugal

Portugal: Provedor de tecnologia de hospitalidade e operador de apartamentos A Limehome já assinou mais de 100 unidades em Lisboa e no Porto, aumentando oito vezes a sua presença no país em menos de seis meses.

54 novos apartamentos em Portugal localizados no coração de Lisboa. Este é o primeiro projeto da limehome na capital, localizado no centro histórico da cidade. As unidades estão distribuídas em quatro prédios e devem estar disponíveis a partir do início de 2024.

No Porto, a limehome mais do que quadruplicou o seu stock com a construção de novas unidades em três localizações. O bairro de Cedofeita, onde está localizado um dos novos empreendimentos, será inaugurado no verão de 2023. Apartamentos adicionais serão inaugurados no segundo semestre de 2023 perto dos Jardins do Palácio de Cristal, um complexo de jardins vitorianos no centro da cidade. Bairro Bonfim.

Joseph Vollmayer, co-fundador e diretor administrativo da LimeHome, disse: “Portugal é um destino particularmente atraente do ponto de vista da hospitalidade, pois o país se estabeleceu como um importante destino de viagem para a geração do milênio nos últimos anos. O forte crescimento econômico do país espera-se que aumente as viagens de negócios nos próximos anos.

“Nossos apartamentos de design oferecem excelentes acomodações para ambos os segmentos. Vamos continuar a nossa expansão europeia e desenvolvê-la com parceiros fortes. Nosso modelo de negócios digital já foi comprovado em muitos países e localidades.

Pequenas cidades em Portugal e locais no Algarve também estão na calha.

Recentemente, a Limehome anunciou novos projetos na Alemanha com 82 apartamentos. O crescimento da empresa em toda a Europa segue uma rodada de financiamento de € 45 milhões que a Limehome fechou em novembro de 2022.

READ  Sordo recebe novo chassis Hyundai WRC para Portugal após incêndio na Croácia