Abril 23, 2024

Revista PORT.COM

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que você deseja saber mais sobre no Revistaport

O ofício de fazer azulejos portugueses

O ofício de fazer azulejos portugueses

“Posso dizer facilmente quando os ladrilhos foram feitos pela sua espessura”, disse o Sr. Rico disse, ilustrando seu ponto de vista segurando alguns azulejos para mostrar como eles diminuíram com o tempo, de cerca de 2,5 centímetros (menos de uma polegada) em 16. século, 1,2 centímetros no século XVII, 1 centímetro no século XVIII e ainda mais fino hoje.

Nenhuma comissão, restauração ou pedido personalizado é muito pequeno, Sr. disse Rêgo. “Reproduziremos quatro peças ou 4 mil”, disse ele, a um custo de cerca de 20 euros, ou US$ 22, por peça.

Senhor. disse Rêgo. A artista Sonia Gerinha restaura painel de um antigo palácio de Sintra que está a ser convertido em hotel. Faltam partes de azulejos individuais, bem como secções inteiras de onde os azulejos caíram, porque o Sr. “Está húmido em Sintra”, disse Rego.

Esse desastre natural proporciona à Sra. Marcus a parte mais emocionante de seu trabalho. “Tive que imaginar como seria”, disse ele no estúdio de restauração. Depois de pesquisar na biblioteca da empresa e ler o que sobrou do painel, a decisão foi dela. “Vou fornecer um esboço do projeto”, disse ele, e uma vez aprovado, ele completará as diversas etapas que o transformarão em um azulejo acabado.

Para azulejos antigos, é importante reproduzir a cor de fundo e preservar a fórmula. “Temos uma receita secreta como a Coca-Cola”, disse o Sr. disse Rêgo.

Os azulejos fazem parte da identidade de Portugal, com representações deles encontradas na Praça do Comércio, na majestosa praça à beira-mar de Lisboa, e nas laterais dos tuk-tuks em tubos de pasta de dente nas prateleiras das farmácias. “Os azuisejos são uma expressão verdadeiramente única da cultura portuguesa”, disse o Dr. Pais. “Eles não são apenas azulejos.”

READ  Sem mão de obra, sem problema - traga as ovelhas