Julho 18, 2024

Revista PORT.COM

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que você deseja saber mais sobre no Revistaport

Penalidades para passageiros não testados em Lisboa

Penalidades para passageiros não testados em Lisboa

No dia 1 de dezembro, os funcionários do aeroporto encontraram 20 pessoas que aterraram no aeroporto de Lisboa sem darem resultado negativo ao Covit-19.

Até pelo menos 9 de janeiro, todos os passageiros em voos internacionais, independentemente do certificado de vacinação, exceto aqueles com um certificado de recuperação Covit-19, devem apresentar um teste diagnóstico negativo para Covit-19 no embarque.

A medida visa responder ao aumento do número de casos Covit-19 em Portugal e coincidir com o regresso das sanções e da situação catastrófica, que se prolongará até 20 de março de 2022.

Em conferência de imprensa no Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, o agente da PSP Valente Pinho fez um balanço da situação relativamente à restrição de passageiros dos países da UE e Schengen. Não cumpre as normas em vigor.

“Temos 20 candidatos. Os outros 10 aguardam enquanto 10 deles já foram testados como negativos. Esses indivíduos e suas companhias aéreas serão multados ”, disse o funcionário do PSP.

As companhias aéreas que transportam passageiros sem um teste Covit-19 negativo estão sujeitas a uma multa de 20.000 20.000 a 40 40.000 por passageiro e estão sujeitas a infrações administrativas por não apresentar o cheque na chegada do passageiro, com multas de até € 300 e 800. .

Passageiros em voos domésticos, crianças menores de 12 anos e funcionários estão isentos de PCR ou teste rápido.

Estas actividades serão acompanhadas pela PSP e SEF nos aeroportos de Lisboa, Faro e Porto, tendo a ANA – Aeroportos de Portugal um acordo com uma empresa de segurança privada para controlo dos requisitos de teste.