Maio 26, 2022

Revista PORT.COM

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que você deseja saber mais sobre no Revistaport

Portugal aposta no novo fundo de 26 milhões de euros em blockchain

Liderado por três portugueses, o fundo Lightshift I inclui alguns dos principais investidores do setor.

A Lightshift Capital anunciou o lançamento de um novo fundo de US$ 30 milhões (equivalente a aproximadamente € 26 milhões) com foco em blockchain.

Segundo Pessoas, embora não seja um fundo português, o Lightshift I é liderado pelo CEO e sócio-gerente da portuguesa Simo Cruise, David Noguera, CTO e pelo sócio-gerente e sócio fundador da empresa, Roberto Machado, e vários outros. Principais investidores do setor. Diogo Mónica (Anchorage Digital – o sétimo unicórnio com DNA nacional), Gavin Wood (fundador da Ethereum e Polkadot), Marc Andreessen (a16z) e DCG (Digital Currency Group) são alguns dos investidores participantes deste fundo.

“Todos os três parceiros corporativos querem investir e se especializar em tecnologia e produto, depois de criar aplicativos blockchain de sucesso e comunidades para participar deles”.

Esta nova estratégia de financiamento de start-up centra-se em ativos digitais e serviços financeiros descentralizados, com o objetivo de promover a próxima geração de eventos de aplicações blockchain, apresentando-se como uma comunidade de criadores e especialistas nesta tecnologia.

Lightshift, que é a melhor plataforma para suportar a próxima geração de blockchain, criptomoeda e web3, foca em participar de projetos descentralizados e investir em seus tokens.

“O fundo investe nos estágios iniciais de desenvolvimento e aprimora as equipes de engenharia para acelerar e melhorar o portfólio de suas empresas. Esses grupos são parte integrante do processo de desenvolvimento que integra outros criadores em direção a uma visão comum.

READ  Portugal detectou 13 casos de variação Omigron no Lisboa Futebol Clube