Junho 29, 2022

Revista PORT.COM

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que você deseja saber mais sobre no Revistaport

Portugal Navigator vê pressões de custos após lucros do primeiro trimestre dobrarem

LISBOA, 24 Mai (Reuters) – A fabricante portuguesa de papel e celulose Navigator disse nesta terça-feira que o lucro líquido consolidado do primeiro trimestre dobrará de preço, mas alertou que o aumento dos custos de produção pode tornar o futuro mais desafiador.

A Navigator, que vende mais de 80% da sua produção em 130 países, reportou um lucro líquido de 0,6 50,6 milhões ($ 54 milhões) no trimestre, contra 0,5 23,5 milhões no mesmo período do ano passado.

As vendas totais cresceram 44,4% no primeiro trimestre para 492,2 milhões de euros em relação ao ano anterior, o que foi “impulsionado pelo aumento geral dos preços internacionais”.

Enquanto as pressões inflacionárias permitem que seus clientes aumentem os preços, a Navigator está preocupada que o aumento dos custos de commodities e energia possa reduzir sua margem de lucro e reduzir a demanda por seus produtos.

No início de janeiro, a empresa elevou o preço do papel não pintado (UWF) em 10% e 15%, e duas semanas depois elevou o preço do papel tissue em 15% em resposta ao forte aumento dos preços do gás natural, produtos químicos e matérias-primas materiais. E logística.

Embora a Navigator mantenha “uma carteira de pedidos forte”, as ações da Rússia na Ucrânia representam uma série de riscos e “em um ambiente internacional altamente incerto e incerto, o futuro permanece muito desafiador”.

Ele teme que os gastos possam ser “historicamente altos ou altos” e disse que as expectativas de fortes pressões inflacionárias e rápidas altas de juros podem “causar uma recessão global”.

A empresa se concentra em aumentar a eficiência para se proteger.

A receita de juros, impostos, depreciações e pré-depreciações (EBITDA) aumentou 72,3% para 121,6 milhões de euros no trimestre do ano anterior.

READ  Houve mais de 1.000 pequenos sismos na ilha vulcânica portuguesa

O limite operacional – EBITDA/vendas – aumentou para 24,7% no primeiro trimestre e 20,7% no mesmo trimestre de 2021. ($ 1 = 0,9370 euros) (relatório Sergio Concolves, edição de Indi Landoro e Louis Heavens)