Setembro 26, 2022

Revista PORT.COM

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que você deseja saber mais sobre no Revistaport

Putin deixou de servir como presidente honorário da Federação Internacional de Judô

Putin deixou de servir como presidente honorário da Federação Internacional de Judô

O presidente russo, Vladimir Putin, fala sobre a aprovação de uma operação militar especial na região de Donbas, na Ucrânia, durante um discurso televisionado especial na Televisão Estatal Russa, em Moscou, Rússia, em 24 de fevereiro de 2022, nesta imagem estática tirada de um vídeo. Encontro Russo / via REUTERS TV

Registre-se agora para obter acesso ilimitado e gratuito ao Reuters.com

No domingo, a Federação Internacional de Judô anunciou a suspensão do presidente russo Vladimir Putin de seu cargo de presidente honorário da Federação Internacional de Judô, devido à sua invasão da Ucrânia.

A invasão russa por terra, ar e mar na quinta-feira seguiu a declaração de guerra de Putin.

O faixa-preta de judô de 69 anos é um praticante altamente disciplinado e coautor do livro Judô: História, Teoria e Prática.

Registre-se agora para obter acesso ilimitado e gratuito ao Reuters.com

“À luz do conflito em curso na Ucrânia, a Federação Internacional de Judô anunciou a suspensão do status do Sr. Vladimir Putin como Presidente Honorário e Embaixador da Federação Internacional de Judô”, disse a Federação Internacional de Judô em um comunicado.

A Federação Internacional de Golfe disse na sexta-feira que cancelou um evento na Rússia de 20 a 22 de maio.

“A Federação Internacional de Judô anuncia com pesar o cancelamento do torneio Grand Slam de 2022 em Kazan, na Rússia”, disse Marius Viser, presidente da Federação Internacional de Judô.

Registre-se agora para obter acesso ilimitado e gratuito ao Reuters.com

(cobertura) Por Adi Nair em Bangalore; Edição por Tom Hogg

Nossos critérios: Princípios de Confiança da Thomson Reuters.

READ  Warriors vs. Grizzlies: a criação de jogadas aprimorada de Jordan Ball se mostra vital após o jogo 1 de Draymond Green ser demitido