Maio 23, 2024

Revista PORT.COM

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que você deseja saber mais sobre no Revistaport

Ryanair corta voos para Portugal no verão de 2024 para combater os aumentos de preços do monopólio da ANA

Ryanair corta voos para Portugal no verão de 2024 para combater os aumentos de preços do monopólio da ANA

A Ryanair anunciou novos cortes na sua programação de verão de 2024 nos aeroportos de Faro e Porto, condenando veementemente a decisão do regulador da aviação português ANAC de aumentar as tarifas do monopólio aeroportuário ANA em até 17% a partir de janeiro de 2024. Com sede em Dublin, argumenta que estas tarifas injustas afetarão gravemente a conectividade, o turismo e o emprego em Portugal.

Os aumentos aprovados, rotulados de “ultrajantes” pela Ryanair, levaram a companhia aérea a reduzir a capacidade em 40 rotas nas suas bases de Faro e Porto. O monopólio aeroportuário da ANA, que não enfrenta concorrência em Portugal, foi acusado de usar a sua posição para aumentar os preços impunemente. Lisboa, em particular, deverá ver as tarifas dos passageiros aumentarem 50% até 2024, um forte contraste com a tendência nos aeroportos europeus, que reduziram as tarifas pós-Covid para estimular o tráfego e o crescimento.

A Ryanair já tomou medidas em resposta a estes aumentos, fechando a sua base de Ponta Delgada e retirando um dos seus dois voos da base da Madeira, representando uma perda de investimento de 100 milhões de dólares. O CEO da companhia aérea, Eddie Wilson, criticou o fracasso da ANA em se juntar aos seus pares europeus na redução das taxas aeroportuárias para facilitar a recuperação do tráfego e do turismo. Em vez disso, a companhia aérea argumenta que as ações da ANA prejudicarão a competitividade de Portugal e impedirão o tão necessário turismo receptivo durante a época baixa.

A Ryanair apela à ANAC para que reverta imediatamente a sua decisão e evite maiores danos à economia portuguesa. Além disso, a companhia aérea insta o governo português a reabrir a concessão do novo Aeroporto de Montejo, introduzindo concorrência para quebrar o monopólio aeroportuário ANA/VINCI e promovendo um crescimento que beneficie os cidadãos e a economia de Portugal.

READ  Um vídeo mostra uma pessoa morta depois que fortes chuvas inundaram uma estação de trem perto de Lisboa, Portugal.