Julho 15, 2024

Revista PORT.COM

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que você deseja saber mais sobre no Revistaport

Taxas de inflação caem em maio, conforme mostram o IPC e o IPP

Taxas de inflação caem em maio, conforme mostram o IPC e o IPP
  • Economistas consultados pela Reuters previam que o índice de preços ao consumidor da China subiria 0,3 por cento na comparação anual, após atingir a mínima de dois anos de 0,1 por cento em abril. Em uma base mensal, os economistas esperavam um declínio de 0,1%.
  • Dados econômicos recentes indicaram uma recuperação decepcionante das rígidas medidas de bloqueio do Covid-19 na China, enquanto a economia luta com a queda da demanda e o declínio das exportações.

Pessoas passam por prédios em Xangai, Xangai, China, na sexta-feira, 21 de abril de 2023.

bloomberg | bloomberg | Getty Images

A inflação na China permaneceu em níveis moderados em maio, enquanto a economia lutava para se recuperar mesmo depois que as rígidas medidas de bloqueio da Covid foram suspensas no final do ano passado.

O índice de preços ao produtor em maio caiu 4,6%, ante queda de 3,6% em abril. Uma pesquisa da Reuters mostrou que os economistas esperam ver uma queda de 4,3% nos preços ao produtor.

A leitura foi a maior queda ano a ano em sete anos, quando os preços ao produtor registraram uma queda ano a ano de 7,2% em maio de 2016.

Dados do governo mostraram que o índice de preços ao consumidor da China em maio subiu 0,2% em relação ao ano anterior. Economistas consultados pela Reuters esperavam alta de 0,3 por cento. O CPI em abril estava em uma baixa de dois anos de 0,1%.

Na comparação mensal, os preços caíram 0,2% – economistas esperavam queda de 0,1%.

A baixa inflação ao consumidor da China e a deflação nos preços ao produtor contrastam com a inflação relativamente alta nas principais economias do mundo.

READ  As ações dos EUA subiram depois que dados fracos de inflação aumentaram as esperanças do Federal Reserve de interromper as esperanças

Os bancos centrais globais, incluindo o Federal Reserve dos EUA, lutam para reduzir as altas taxas há mais de um ano. Ainda nesta semana, Canadá e Austrália superaram as expectativas e elevaram as taxas de juros.

Após a divulgação, o yuan da China interior caiu 0,06%, após atingir 7,1154 em relação ao dólar norte-americano. O índice CSI 300, que acompanha as maiores empresas listadas em Xangai e Shenzhen, caiu 0,2% e foi negociado pela última vez logo acima da linha estável.

Os dados mais recentes estão entre uma série de indicadores econômicos que apontam para uma economia tranquila na China.

“O risco de deflação continua pesando sobre a economia. Indicadores econômicos recentes estão enviando sinais consistentes de que a economia está desacelerando”, disse Zhiyue Zhang, da Pinpoint Asset Management.

Zhang espera a próxima revisão da política fiscal do governo chinês após a divulgação do PIB do segundo trimestre no próximo mês.

Esta é uma notícia de última hora. Por favor, volte para atualizações