Maio 26, 2022

Revista PORT.COM

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que você deseja saber mais sobre no Revistaport

Um local de nidificação de titanossauros foi encontrado no Brasil

Um local de nidificação de titanossauros foi encontrado no Brasil

Julia Dolivera

Eram as maiores criaturas terrenas que a terra já conhecera. Mas o que sobreviveu a milhões de anos de fossilização em uma determinada região da região de Ponte Alta no Brasil não foram seus ossos maciços, mas seus ovos raros e relativamente pequenos. E muitos deles! O primeiro local de nidificação de titanossauros do país foi anunciado recentemente no ano papel Publicado em Relatórios Científicos.

Os saurópodes, um grupo de herbívoros de pescoço comprido, eram uma espécie diversa de dinossauro que viveu desde o Jurássico até o período Cretáceo, um período que se estendeu de 201 milhões de anos atrás a 66 milhões de anos atrás. Titanosaurs eram uma classe de saurópodes – um grupo com um ancestral comum – e foram a última subespécie do planeta no final do período Cretáceo. Embora seus nomes indiquem justificadamente um tamanho enorme, nem todos eram enormes.

A América do Sul é famosa pelos fósseis de titanossauros, principalmente na Argentina, lar de alguns dos fósseis mais abundantes do mundo simplesmente fantástico titanossauro locais de nidificação E restos embrionários. Cascas de ovos de titanossauros e fragmentos de ovos são conhecidos do Uruguai, Peru e Brasil, mas o ovo fossilizado aqui e ali não fornece evidências de um local de nidificação. Muitas ninhadas de ovos e muitos ovos e fragmentos de ovos em mais de uma camada de sedimento.

Este achado representa o local dos ninhos de titanossauros no extremo norte da América do Sul. Embora soubéssemos que os dinossauros viviam mais ao norte, a falta de locais de nidificação conhecidos sugere que eles podem ter migrado para o sul para botar ovos. A descoberta indica que este não era necessariamente o caso.

READ  Ouvindo os sons assustadores do Black Hole Echo - Pesquisa revela 8 novas fontes de Black Hole Echo

perdido em calcário

Esses fósseis foram encontrados por um dos autores do artigo, João Ismail da Silva, técnico de paleontologia que trabalha na Universidade Federal do Triângulo Mineiro, no Brasil.

Ele disse em um comunicado à imprensa: “Na década de 1990, soube da ocorrência de ovos de dinossauro em Ponte Alta. Em conversa com meus amigos que trabalhavam na mineração de calcário, consegui recuperar alguns ovos isolados e, finalmente, uma associação de dez ovos esféricos.”

Ninho com até 10 ovos, ovos isolados e imagens obtidas por TC mostrando a espessura fina da casca do ovo e a ausência de restos embrionários em seu interior.
Ampliação / Ninho com até 10 ovos, ovos isolados e imagens obtidas por TC mostrando a espessura fina da casca do ovo e a ausência de restos embrionários em seu interior.

Foto cortesia de Agustín G. Martinellii

Um fator importante na descoberta foi a mineração de calcário, que veio de uma antiga pedreira da Lafarge, que estava em operação há 26 anos – o que significa que as grandes camadas da terra estão agora abertas. Mas a mina sem dúvida destruiu muitos fósseis que podem ter contribuído para nossa compreensão dos ecossistemas perdidos. Os restos da pedreira significam que esta área pode ter sido de extraordinário valor fóssil.

Além de ovos, o local forneceu evidências fósseis de formas de crocodilos, partes de carnívoros bípedes conhecidos como terópodes, fragmentos de titanossauros, peixes e gastrópodes.

Isso, como escreveu o Dr. Thiago Marinho em e-mail, “mostra o quanto é importante [it] é ter um paleontólogo nos extensos fósseis de rochas sedimentares. (Também da Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Marinho é paleontólogo e coautor do artigo.) “A existência desses ovos lindamente preservados”, continuou, “explica[s] que este era um local excepcional para a paleontologia que teria fornecido muitos outros materiais importantes se a simples medida de ter um paleontólogo no lugar de Levando.”

READ  O rover Curiosity da NASA detectou uma 'entrada' em Marte

A ninhada de ovos mais bem preservada contém 10 ovos agrupados, oito voltados para a superfície e dois abaixo do resto. Espécimes, maioritariamente recolhidos por da Silva, foram encontrados em pelo menos duas camadas de sedimentos, indicando que este gigante de pescoço comprido regressava ano após ano a este local de reprodução.