Maio 27, 2024

Revista PORT.COM

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que você deseja saber mais sobre no Revistaport

A explosão cósmica mais brilhante já vista foi resolvida, mas novos mistérios surgiram

A explosão cósmica mais brilhante já vista foi resolvida, mas novos mistérios surgiram
  • Escrito por Pallab Ghosh
  • Repórter Científico

Fonte da imagem, Arão M. Geller

Comente a foto, Obra de arte da explosão cósmica mais brilhante de todos os tempos

Os pesquisadores descobriram a causa da explosão de luz mais brilhante já registrada.

Mas, ao fazer isso, eles enfrentaram dois mistérios maiores, incluindo um que lança dúvidas sobre a origem dos elementos pesados ​​– como o ouro.

Os investigadores dizem que agora se sabe que a explosão de luz, observada em 2022, tinha uma estrela explodida no seu núcleo.

Mas esta explosão, por si só, não foi suficiente para iluminar a luz com tanta intensidade.

A nossa teoria atual é que essas estrelas em explosão, conhecidas como supernovas, também produzem todos os elementos pesados ​​do Universo, como o ouro e a platina.

Mas a equipa não encontrou nenhum destes elementos, levantando novas questões sobre como os metais preciosos são produzidos.

A professora Catherine Heymans, da Universidade de Edimburgo e astrônoma real da Escócia, independente da equipe de pesquisa, disse que tais resultados ajudam a avançar a ciência.

“O universo é um lugar incrível, maravilhoso e surpreendente, e adoro a forma como ele nos lança esses mistérios!

“O fato de não nos dar as respostas que desejamos é ótimo, porque podemos voltar à prancheta e pensar novamente e apresentar teorias melhores”, disse ela.

Fonte da imagem, NASA/ESA/CSA/M.Matsuura et al

Comente a foto, As supernovas ocorrem quando grandes estrelas morrem, resultando em explosões poderosas

A explosão de raios gama durou sete minutos e foi tão poderosa que saiu do alcance, confundindo os instrumentos que a detectaram. Leituras subsequentes mostraram que o riacho era 100 vezes mais brilhante do que qualquer coisa registrada anteriormente, o que lhe valeu o título de “mais brilhante de todos os tempos” entre os astrônomos, ou “o barco”.

As explosões de raios gama estão associadas a explosões de supernovas, mas eram demasiado brilhantes para serem facilmente explicadas. Se tivesse sido uma supernova, teria de ser bastante massiva, de acordo com a teoria atual.

A explosão foi tão brilhante que inicialmente ofuscou os instrumentos do Telescópio Espacial James Webb (JWST) da NASA. O telescópio só recentemente se tornou operacional, o que foi um incrível golpe de sorte para os astrónomos que queriam estudar este fenómeno, porque explosões tão poderosas só ocorrem uma vez a cada 10.000 anos.

Quando a luz diminuiu, um dos instrumentos do Telescópio Espacial James Webb foi capaz de ver que uma supernova realmente havia ocorrido. Mas não foi tão forte quanto eles esperavam. Então, por que o raio gama saiu do alcance?

Fonte da imagem, Anthony Bradshaw

Comente a foto, Todo o ouro da Terra foi produzido por explosões cataclísmicas no espaço sideral

Dr. Peter Blanchard, que co-liderou a equipe de pesquisa, não sabe. Mas ele quer saber. Ele planeja reservar mais tempo no Telescópio Espacial James Webb para investigar outros remanescentes de supernovas.

O Dr. Tanmoy Laskar, da Universidade de Utah e co-líder do estudo, disse que a força do barco pode ser explicada pela forma como ele espalha jatos de material, como normalmente acontece durante as supernovas. Mas se esses fluxos forem estreitos, eles produzem um feixe de luz mais focado e mais brilhante.

“É como focar o facho de uma lanterna em uma coluna estreita, em vez de um facho largo que se estende por uma parede inteira”, disse ele. “Na verdade, esta foi uma das explosões de raios gama mais estreitas observadas até à data, dando-nos uma ideia da razão pela qual as auroras brilhantes parecem tão brilhantes.”

Reconsiderando a teoria

Mas e o ouro desaparecido?

A teoria atual ensinada a todos os astrónomos na universidade é que uma das formas como os elementos pesados ​​– como o ouro, a platina, o chumbo e o urânio – são produzidos é através das condições extremas criadas durante as supernovas. Esses elementos estão espalhados por toda a galáxia e são usados ​​para formar planetas, e foi assim que, segundo a teoria, se originaram os minerais da Terra.

Mas os investigadores não encontraram nenhuma evidência de elementos pesados ​​em torno da estrela que explodiu. Então, a teoria está errada e os elementos pesados ​​são produzidos de alguma outra forma, ou só são produzidos em supernovas sob certas condições?

“Os teóricos precisam de recuar e considerar porque é que um evento como o catamarã não produz elementos pesados, quando as teorias e simulações prevêem que isso acontecerá”, diz o Dr.

A pesquisa foi publicada na revista Nature Astronomy.