Junho 23, 2024

Revista PORT.COM

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que você deseja saber mais sobre no Revistaport

Benefícios de incluires multivitaminas e suplementos alimentares regularmente na tua dieta

No mundo acelerado em que vivemos, a alimentação nem sempre é a mais equilibrada, e muitas vezes acabamos por não conseguir fornecer ao nosso corpo todos os nutrientes necessários. Nesse contexto, as multivitaminas e suplementos alimentares surgem como uma solução prática para complementar a nossa dieta e garantir uma vida mais saudável. Este artigo explora os benefícios de incluir esses suplementos na sua rotina, com base em dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), do Governo e de outras fontes.

Mesmo para quem não pratica uma dieta equilibrada, este texto poderá ainda ser útil para obter algumas dicas e ideias de como podemos diversificar a nossa alimentação.

Os factos científicos

A OMS reconhece a importância dos micronutrientes para a manutenção da saúde e do bem-estar, e alerta para a prevalência da deficiência de micronutrientes em todo o mundo. Segundo a organização, cerca de 2 bilhões de pessoas são afetadas pela deficiência de ferro, e mais de 250 milhões de crianças em idade pré-escolar têm deficiência de vitamina A.

Por isso, a OMS recomenda a suplementação de micronutrientes em situações específicas, como a fortificação de alimentos com ferro e ácido fólico, a administração de vitamina A em crianças e a suplementação de iodo para gestantes.

Por outro lado, de acordo com o Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável (PNPAS), a suplementação pode ser benéfica em situações de maior necessidade nutricional, como na gravidez e na amamentação, ou em casos de carência de determinados nutrientes. No entanto, o PNPAS enfatiza a importância de uma alimentação equilibrada e variada como a base para garantir o aporte adequado de nutrientes.

Um grupo de investigadores pediram em 2026 a legislação que obriga a fortificação de sal com iodo, a fim de prevenir o bócio endêmico e outras complicações associadas à deficiência de iodo.

READ  Fazendas híbridas serão instaladas em Lisboa e arredores

Benefícios das multivitaminas e suplementos alimentares

O principal benefício das multivitaminas e suplementos é a prevenção de deficiências nutricionais. Em alguns casos, como em gestantes, idosos e pessoas com restrições alimentares específicas, a suplementação pode ser fundamental para garantir o aporte adequado de nutrientes e manter a saúde em dia.

As multivitaminas e suplementos alimentares podem contribuir para o fortalecimento do sistema imunológico, uma vez que fornecem nutrientes essenciais para o bom funcionamento das células de defesa. Vitaminas como a A, C, D e E, bem como minerais como o zinco e o selênio, desempenham papéis importantes na imunidade e devem existir de forma regular na nossa alimentação.

Desempenho físico e mental na idade adulta

A suplementação com nutrientes específicos, como proteínas, creatina e ômega-3, pode melhorar o desempenho físico e mental e pode encontrar outros suplementos aqui, de forma variada e com informação detalhada do produto. Estudos realizados mostram que a ingestão adequada de proteínas favorece a recuperação muscular e a síntese de massa magra, enquanto a creatina pode melhorar a força e a resistência. Já o ômega-3 tem sido associado a benefícios cognitivos, como a melhoria da memória e do humor.

Incluir multivitaminas e suplementos alimentares na dieta pode auxiliar no processo de envelhecimento saudável, onde alguns nutrientes, como a vitamina D, o cálcio e o magnésio, são essenciais para a manutenção da saúde óssea, ajudando a prevenir a osteoporose e a perda de massa óssea. Além disso, antioxidantes como a vitamina C, E e o selênio combatem os radicais livres e previnem o envelhecimento precoce das células.

Exemplos de refeições que pode fazer

Para ajudar na elaboração de refeições balanceadas, apresentamos abaixo dois exemplos de refeições que contemplam os principais grupos alimentares e contribuem para uma dieta saudável. Mesmo que não consiga seguir estes passos à risca, pode pelo menos mante-los o mais próximos destes exemplos, para manter a sua alimentação o mais saudável possível.

READ  O número de estrangeiros em Portugal duplicou desde 2013, com 1 em cada 3 em risco de pobreza

Para o almoço:

– Salada mista, com uma variedade de folhas verdes (alface, rúcula, espinafre), legumes frescos (tomate, pepino, cenoura) e um punhado de sementes (como girassol ou abóbora) para fornecer vitaminas, minerais e fibras. Tempere a salada com azeite, vinagre balsâmico e uma pitada de sal.

– Peito de frango grelhado, que tem fonte de proteína magra, e é uma opção saudável e versátil. Tempere-o com ervas e especiarias a gosto (orégano, tomilho, alho) e grelhe-o até estar no ponto.

– Arroz integral em vez do branco para aumentar a ingestão de fibras e micronutrientes.

– Brócolos no vapor para preservar os nutrientes e adicione uma pitada de sal e pimenta para temperar. Os brócolos são ricos em vitamina C, cálcio e ferro.

Para o jantar:

– Salmão grelhado é uma ótima fonte de proteína e ácidos gordos ômega-3, benéficos para a saúde do coração e do cérebro. Grelhe o salmão com um pouco de azeite e tempere com sal, pimenta e sumo de limão.

– Cozinhe batatas-doces descascadas e em cubos até ficarem moles. Amasse-as com um pouco de leite e manteiga ou azeite, e tempere com sal, pimenta e noz-moscada. A batata-doce é rica em vitamina A, fibras e antioxidantes.

– Aqueça um pouco de azeite numa frigideira e adicione alho picado. Em seguida, adicione os espinafres e cozinhe até murcharem. Tempere com sal e pimenta a gosto. Os espinafres são uma excelente fonte de vitamina K, ferro e cálcio.