Maio 27, 2024

Revista PORT.COM

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que você deseja saber mais sobre no Revistaport

Não deixe que o pacote de ajuda dos EUA o deixe complacente – Politico

Não deixe que o pacote de ajuda dos EUA o deixe complacente – Politico

“A questão não é uma questão de meses, é uma questão de dias e semanas”, disse o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, após uma reunião de líderes da União Europeia em Bruxelas. O secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, também se comprometeu a anunciar mais assistência de defesa aérea à Ucrânia nos próximos dias.

Mas o apoio renovado de Washington corre o risco de aliviar a pressão sobre a União Europeia, disseram dois diplomatas europeus, que pediram anonimato para falar livremente.

Após meses de procrastinação, um pacote de ajuda dos EUA no valor de 95 mil milhões de dólares foi aprovado na Câmara dos Representantes dos EUA no sábado passado e está agora a caminho do Senado. Após a aprovação lá, provavelmente irá diretamente para a Casa Branca para o presidente Joe Biden assinar. Do montante total, 60,8 mil milhões de dólares foram atribuídos à Ucrânia para modernizar armas, renovar silos e financiar a logística necessária para retirar as armas dos locais de armazenamento em toda a Europa e levá-las para a linha da frente.

O Ministro dos Negócios Estrangeiros ucraniano, Dmytro Kuleba, disse: “Todos nós saudamos a decisão da Câmara dos Representantes dos EUA… mas nós, na Europa, não podemos e não devemos relaxar”. | Olivier Matisse/EFE via EPA

“Veremos…mais entregas dos EUA agora também e depois veremos como isso afeta os cálculos gerais”, disse o ministro da Defesa sueco, Pall Johnson, a repórteres na segunda-feira, 48 horas após a votação nos EUA.

Até agora, poucos países da UE responderam publicamente ao apelo de Berlim para enviar sistemas de defesa aérea para a Ucrânia, embora um diplomata sênior tenha dito que alguns países podem optar por apoiar a defesa aérea numa base não pública.

Embora existam sistemas terra-ar alternativos, os especialistas em defesa consideram que os mísseis Patriot fabricados nos EUA são a opção mais eficaz da Ucrânia para uso contra a Rússia. Seis países da UE possuem mísseis Patriot – Alemanha, Polónia, Grécia, Roménia, Espanha e Holanda – mas não está claro se algum deles será entregue a Kiev.

READ  O vice-presidente dos EUA está promovendo US$ 3,2 bilhões em investimentos destinados a impedir a imigração na América Central