Julho 15, 2024

Revista PORT.COM

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que você deseja saber mais sobre no Revistaport

Nenhuma interferência de voo 5G esperada em Portugal

Nenhuma interferência de voo 5G esperada em Portugal

A interferência 5G na aviação está a travar a migração para o telemóvel de quinta geração nos EUA, mas não são esperados problemas em Portugal.

Segundo o ECO, a Autoridade Nacional de Aviação Civil (ANAC) está a “acompanhar o assunto” em Portugal, mas acredita que o problema “não vai surgir” no país nem na Europa, apesar de revelar que já foram emitidas orientações de segurança às companhias aéreas com licenças para voar para os EUA, incluindo a TAP.

“A interferência 5G só ocorre nos EUA, pois a faixa de frequência adotada lá é muito próxima da faixa de frequência dos rádio-altímetros [of some aircraft], o que não acontece na Europa”, explicou fonte oficial da ANAC ao ECO.

As redes norte-americanas de quinta geração operam na faixa entre 3,7 GHz e 3,98 GHz, “mais próxima daquela utilizada pelos rádio-altímetros”, que fica entre 4,2 e 4,4 GHz. Na Europa e em Portugal, são utilizadas frequências na faixa dos 3,6 GHz, entre 3,4 e 3,8 GHz, entre outras.

A ANAC afirma que a Agência Europeia para a Segurança da Aviação (EASA) “já desenvolveu um estudo e concluiu que não há interferência das redes 5G europeias com rádio-altímetros, tendo publicado um SIB [Safety Information Bulletin] endereçado a operadores com Certificado de Operador Aéreo autorizados a voar para os EUA”. Entre estes operadores está a companhia aérea nacional TAP.

“Até o momento, não há interferências conhecidas que afetem os sistemas de rádio altimetria instalados a bordo da aeronave”, mas a ANAC “está monitorando o assunto”, concluiu a fonte.

READ  Bogues podem enfrentar Portugal em flor