Maio 28, 2024

Revista PORT.COM

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que você deseja saber mais sobre no Revistaport

Marrocos junta-se a Portugal e Espanha numa candidatura conjunta para acolher o Mundial de 2030

Marrocos junta-se a Portugal e Espanha numa candidatura conjunta para acolher o Mundial de 2030

Marrocos se juntará a Espanha e Portugal em sua candidatura para sediar a Copa do Mundo da FIFA de 2030, substituindo a Ucrânia em uma aliança tripartida, disseram autoridades.

O novo formato de 104 jogos da Copa do Mundo da FIFA em 2030 verá o norte da África e seus três vizinhos na Europa sediarem a candidatura continental.

O Marrocos, que terminou em quarto lugar na Copa do Mundo do Catar 2022, anunciou na terça-feira que unirá forças com Espanha e Portugal.

‘Esta joint venture vai unir a África e a Europa de uma forma sem precedentes na história do futebol’

– Rei Mohammed VI

Inicialmente, Kiev disse que faria uma oferta com dois países europeus em outubro, mas o plano parece ter sido arquivado sem fim à vista para a guerra da Rússia contra a Ucrânia.

O rei Mohammed VI do Marrocos anunciou a candidatura em uma carta lida pelo ministro do Esporte, Saqib Benmousa, na capital ruandesa, Kigali.

“Sem precedentes na história do futebol, esta joint venture reunirá a África e a Europa, o norte e o sul do Mediterrâneo e os mundos africano, árabe e euro-mediterrâneo”, disse a carta.

“Ele traz o melhor de todos nós – o resultado é uma combinação de genialidade, criatividade, experiência e metodologia.”

O Marrocos esteve perto de vencer a candidatura para sediar a Copa do Mundo de 2010, mas perdeu para a África do Sul.

vitória na copa do mundo

A seleção marroquina derrotou Espanha e Portugal nas oitavas de final da Copa do Mundo no Catar, mas perdeu nas semifinais para a França. Tornou-se o primeiro país do norte da África e o primeiro país árabe a avançar para as semifinais.

O Marrocos acabou terminando em quarto, atrás da Croácia. No mês passado, sediou a Copa do Mundo de Clubes de 2022.

READ  Fatos e mitos sobre painéis solares

Outros países que aderiram à candidatura para 2030 são os países sul-americanos Argentina, Paraguai, Chile e Uruguai. Este último sediou a primeira final da Copa do Mundo em 1930.

Estados Unidos, México e Canadá sediarão a Copa do Mundo de 2026, na qual 48 seleções disputarão um total de 104 partidas, em vez das tradicionais 64.

O novo formato, aprovado pela Fifa na terça-feira, contará com 12 grupos de quatro times, com os oito melhores terceiros colocados se juntando aos dois primeiros nas oitavas de final.